Após cerca de 20 dias de buscas, onça-pintada é resgatada em Juiz de Fora (MG)


A onça-pintada que foi vista circulando por Juiz de Fora (MG) foi resgatada na noite de domingo (12), no Jardim Botânico, após cerca de 20 dias de buscas.

Foto: Pedro Nobre/UFJF

A onça foi resgatada através de uma armadilha de caixa instalada perto do prédio administrativo da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). As informações são do portal G1.

Exames foram feitos no animal e um colar foi colocado nele, para que ele possa ser monitorado. Trata-se de um macho, em bom estado de saúde e em fase reprodutiva. Ele já foi encaminhado para uma reserva de Mata Atlântica, que não teve a localização exata divulgada por motivo de segurança.

“Agora as equipes técnicas do Jardim Botânico vão trabalhar, tem que ser desmontado tudo que foi preparado aqui dentro para a captura do animal, as armadilhas. Em seguida, vai ser feita uma avaliação do estado do Jardim Botânico. Nós pretendemos o mais breve possível reabri-lo para visitação”, disse Marcus David, reitor da UFJF.

Foto: Reprodução/Facebook

O primeiro registro da onça foi feito no dia 25 de abril, no Jardim Botânico, que foi fechado para visitação no dia seguinte. Desde então, os trabalhos para tentar resgatar o animal, visto em diversos locais da cidade, foram iniciados.

Quatro armadilhas de caixa foram colocadas em pontos internos e externos do Jardim Botânico para resgatar a onça. Atraído até o fundo de uma das caixas por uma isca, o animal foi resgatado. Além dessas armadilhas, outras seis de laço foram colocadas em outros locais da Mata do Krambeck.

Para fazer as buscas, uma comissão foi criada. Ela era composta por sete instituições: Campo de Instruções do Exército Brasileiro em Juiz de Fora, Corpo de Bombeiros, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Estadual de Florestas (IEF/Cetas), Polícia Militar (incluindo a Polícia de Meio Ambiente), Prefeitura de Juiz de Fora e Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). A comissão recebia também acompanhamento e atuação técnica do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap/ICMBio).

Foto: UFJF/Divulgação

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROTEÇÃO ANIMAL

ALERTA

VITÓRIA

INVESTIGAÇÃO

FLÓRIDA

JAPÃO

AVANÇO

COMPORTAMENTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>