Lixeira flutuante ajuda a combater a poluição plástica em Montenegro


Por David Arioch

Além de coletar o lixo, a Seabin coleta dados sobre o estado dos cursos d’água (Foto: Divulgação)

A poluição plástica é um problema crescente. Cerca de oito milhões de toneladas de resíduos plásticos vão parar nos oceanos a cada ano – o equivalente a um caminhão de lixo de plástico sendo despejado a cada minuto, segundo estudo realizado pelo Fórum Econômico Mundial.

Considerando esse fato, em Montenegro, no leste europeu, uma tecnologia inovadora está ajudando a limpar o oceano, de acordo com a União Internacional de Telecomunicações. A Seabin é uma lixeira flutuante que coleta detritos nas marinas e perto das praias da Baía de Kotor, incluindo garrafas plásticas, linhas de peixe, bitucas de cigarro e outros tipos de lixo.

Além de coletar o lixo, a Seabin coleta dados sobre o estado dos cursos d’água, orientando esforços para limpar os oceanos. A lixeira também é usada para conscientizar e educar o público para evitar a poluição do oceano, e tem garantido bons resultados.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HOLOCAUSTO

INSPIRAÇÃO

CONSCIENTIZAÇÃO

CONSCIENTIZAÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>