Proprietária de café decide se tornar vegana depois de assistir ao documentário “Dominion”


Por David Arioch

“Eu não posso mais seguir adiante sabendo que tenho apoiado grandes e indesculpáveis práticas de sofrimento da indústria de carnes/ovos/laticínios” (Fotos: Divulgação)

Maria Bahruth, proprietária do High Note Cafe, em Boise (ID), nos Estados Unidos, decidiu se tornar vegana no mês passado depois de assistir ao documentário “Dominion”. A declaração foi feita na página da cafeteria no Facebook.

O filme de Chris Delforce, e produzido por Shaun Monson, de “Earthlings”, conhecido no Brasil como “Terráqueos”, explora seis facetas primárias da relação humana com os animais – animais de companhia, vida selvagem, pesquisa científica, entretenimento, vestuário e alimentos.

A partir daí, se propõe a questionar a moralidade e a validade do nosso domínio sobre o reino animal. Maria revelou que, logo após os primeiros 15 minutos do documentário, já decidiu não continuar contribuindo com a exploração de animais para consumo.

“Eu não posso mais seguir adiante sabendo que tenho apoiado grandes e indesculpáveis práticas de sofrimento da indústria de carnes/ovos/laticínios”, declarou no Facebook.

Maria Bahruth disse que ficou apavorada, mas que sabe que está fazendo a coisa certa, e a coisa certa nem sempre é a mais lucrativa ou segura, segundo ela.

Ela fechou temporariamente o café para que a equipe possa ser treinada para desenvolver um novo menu vegano com opções de tofu, sanduíches, saladas, seitan e cremes e queijos vegetais.

Um ano de lançamento de “Dominion”

Em abril, quando “Dominion” completou um ano de lançamento, ativistas veganos decidiram sair às ruas da Austrália para protestar, convidando as pessoas a assistirem ao documentário. Em menos de dois dias, o documentário disponibilizado no YouTube ganhou mais 55 mil visualizações – agora se aproximando de 665 mil.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ALEGRIA

VÍTIMAS DA CAÇA

MAUS-TRATOS

RECONHECIMENTO

PRESERVAÇÃO

VAQUINHA ON-LINE

FINAL FELIZ

LEALDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>