REINO UNIDO

Número elevado de mortes em torneio de corridas de cavalos causa indignação

Desde que o Grand National começou, 84 cavalos foram mortos. Em média, 200 cavalos morrem na pista a cada ano

Foto meramente ilustrativa - Grand Nacional/Express.uk
Foto meramente ilustrativa – Grand Nacional/Express.uk

A cruel e assassina corrida de cavalos mais tradicional da Grã-Bretanha, Grand National, provocou indignação geral após um cavalo ter sido filmado caindo ao vivo logo no início da corrida, após a passagem da primeira cerca. O animal foi sacrificado em virtude dos ferimentos.

O cavalo chamado de Up for Review, pode ser visto se debatendo no chão durante o acontecimento, o pobre animal acabou sendo morto após a queda- tornando-se o primeiro cavalo a morrer na principal corrida pela disputa do Grand National desde 2012.

No entanto, dois outros cavalos também foram mortos no hipódromo dia 05 de abril, durante o “festival” de três dias de Aintree.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO
Imagem ilustrativa do Gran National | Foto: Colin Lane
Imagem ilustrativa do Gran National | Foto: Colin Lane

O acidente foi flagrado pela rede de televisão ITV, que transmitia o evento ao vivo, mais tarde a emissora passou um replay da corrida da segunda barreira em diante para evitar mostrar a queda do cavalo Up for Review novamente.

O comediante das celebridades, Ricky Gervais, foi um dos muitos nomes famosos a falar sobre o incidente, twittando: “Por que você apostaria com a vida de um cavalo por diversão?” Finalizando com a hashtag #BetTheyDie (pode apostar que eles morrem, na tradução livre)

Uma corrida de pessoas gananciosas e insensíveis

A organização de defesa dos direitos animais, PETA, afirma que com 4,5 milhas de extensão, a corrida do Grand National é uma das mais longas e perigosas do mundo – e é exatamente esse fator de alto risco que a torna famosa.

“Esse tipo de carnificina é precisamente o motivo pelo qual as pessoas estão se afastando das corridas de cavalos. Não é uma competição de reis, como se costumava dizer – é uma corrida de pessoas gananciosas e insensíveis cuja ética não se ajusta ao nosso entendimento contemporâneo da sensibilidade e inteligência dos cavalos”, declara a ONG.

Foto: ABC News
Foto: ABC News

“Esses animais não merecem ser tratados como brinquedos de corda e depois descartados após colapsos, quedas ou no final de suas vidas. O Grand National é uma vergonha nacional, mas a ITV ainda está transmitindo esse espetáculo antiético e de mau gosto”.

Um “esporte” bárbaro

A ITV Racing postou um vídeo alegando que o cavalo Up for Review havia sofrido uma “lesão fatal” e adicionou: “Este é um esporte e uma competição que tem uma “porta de fuga” para o desespero. Ele parte corações, mas também cria lendas”.

O tweet recebeu críticas severas de pessoas que acusam a corrida de ser um “esporte bárbaro” que “precisa ser banido” urgentemente.

Desde que o Grand National começou, 84 cavalos foram mortos. Em média, 200 cavalos morrem na pista a cada ano.

Praticamente um antro de execuções, onde os cavalos, que são seres sencientes, capazes de amar, sofrer e compreender o mundo ao seu redor, são chicoteados e chutados covardemente em seus ventres, até vomitar sangue pela boca e caírem exaustos ou vitimados pela velocidade absurda a que são obrigados a correr. Tombos nessa velocidade costumam ser fatais ou causadores de danos irreversíveis

A espetacularização do sofrimento de animais indefesos para entreter e alimentar a ganacia desse público doente apenas expõe uma das maiores vergonhas da raça humana: a necessidade sádica de ferir para se divertir. Alienadamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui