Fabricante de hambúrguer vegano pode valer mais de US$ 1 bilhão na bolsa


A Beyond Meat, fabricante de hambúrgueres veganos, deve estrear na bolsa de valores e espera atingir um valor de mercado de mais de US$ 1 bilhão. A empresa norte-americana prevê colocar em circulação 8,75 milhão de ações, custando entre US$ 19 e US$ 21 cada.

Foto: Divulgação/Beyond Meat

Se a empresa conseguir vender as ações pelo valor mais alto, ela valerá US$ 1,2 bilhão na oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês). A expectativa de Beyond Meat é conseguir US$ 175 milhões em receita bruta.

A marca afirma ter decidido injetar recursos na bolsa para explorar a popularidade crescente do veganismo, reforçar sua área de pesquisa e desenvolvimento e expandir as instalações.

O cofundador da Microsoft, Bill Gates, e a multinacional norte-americana Tyson Foods estão entre os investidores da empresa. As informações são do portal G1.

Com a valorização bilionária que a companhia sofreu, ela passou a ser considerada uma “empresa unicórnio”, termo cunhado pelo investidor em venture capital Aileen Lee que é usado para se referir a startups de capital fechado que possuem um valor de mercado estimado em US$ 1 bilhão ou mais.

O nome “unicórnio” foi usado porque se trata de um animal mítico que representa raridade, assim como essas empresas, que alcançam um raro sucesso.

A Beyond Meat foi criada em 2009 pelo empresário Ethan Brown. Antes de fundar a companhia, ele trabalhava como desenvolver de células de combustível a hidrogênio.

A empresa fabrica hambúrgueres, salsichas e “iscas de frango”, sem ingredientes de origem animal. Os produtos são feitos para simular o gosto, a textura e a aparência da carne de boi, porco e frango.

Até a aparência “sangrenta” do hambúrguer de carne foi copiada. Para isso, foi usado suco de beterraba. A receita do hambúrguer vegetal conta ainda com proteína de ervilha, óleo de coco e amido de batata.

“Por que precisamos de animais para fabricar carne? Por que não podemos criá-la a partir de vegetais? Acontece que nós podemos, sim. E foi o que fizemos”, diz a empresa em seu site oficial.

O Beyond Burger, carro-chefe da Beyond Meat, tem enfrentado uma concorrência acirrada no mercado britânico, devido ao aumento de fornecedores de alimentos veganos. O produto, no entanto, tem feito sucesso e aqueceu o mercado norte-americano a ponto de postergar a estreia do hambúrguer em 350 lojas da rede de supermercados Tesco. O produto chegaria às prateleiras em agosto de 2018, mas a estreia foi adiada em três meses.

Uma pesquisa feita pela Vegan Society em 2016 concluiu que cerca de 540 mil pessoas são veganas no Reino Unido. Em 2006, eram 150 mil. Esse cenário tem colaborado para a expansão dos produtos veganos. A rede de supermercados Waitrose abriu uma área exclusiva para alimentos sem ingredientes de origem animal em mais de 130 lojas no último ano e a Iceland registrou um aumento de 10% em produtos veganos. No Brasil, o número de marcas que comercializam esses produtos também tem aumentado. A Beyond Meat, no entanto, ainda não planeja vir para o país.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RECOMEÇO

FINAL FELIZ

RECIFE (PE)

RECOMEÇO

CONSCIÊNCIA

DESAMPARO

COVARDIA

APOIO COLETIVO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>