Alimentar peixes criados em cativeiro com peixes selvagens está causando um prejuízo imenso ao oceano, diz relatório


O uso de peixes selvagens como alimento para peixes de criação tem causado enormes danos ambientais e sociais, de acordo com um novo relatório

O estudo “Até que os mares sequem: como a aquicultura industrial está saqueando os oceanos”, mostra como milhões de toneladas de peixes estão sendo tirados da natureza todos os anos para produzir farinha e óleo de peixe (FMFO) – que são ingredientes chave na alimentação de peixes de cativeiro e criação.

Essa fato está ameaçando a segurança alimentar e colocando em risco de colapso a vida marinha, diz o relatório publicado pela Changing Markets Foundation, o grupo de campanha Feedback e a Compassion in World Farming, que analisa as últimas pesquisas científicas sobre o impacto da pesca em que peixes selvagens são transformados em FMFO e a falta de transparência e sustentabilidade no setor de alimentos marinhos

Preocupações graves

O relatório destaca “preocupações graves” em torno dos impactos causados pelo uso de FMFO em alimentos para a aquicultura tanto no meio ambiente quanto para os seres humanos, e recomenda o fim desta prática.

“A aquicultura é o setor de produção de alimentos que mais cresce no mundo, e os projetos da FAO fornecerão 60% do consumo mundial de peixe até 2030, aumentando significativamente sua participação atual de pouco mais de 50%”, diz o relatório.

“Paradoxalmente, a indústria é fortemente dependente de peixes selvagens com mais de 69% da farinha de peixe e 75% da produção de óleo de peixe usados para alimentar peixes. O mercado mundial de farinha de peixe valia aproximadamente 6 bilhões de dólares em 2017 e a previsão é de que atinja 10 bilhões até 2027”.

O texto do estudo acrescenta que a multibilionária indústria de alimentos para aquicultura, não está apenas tendo um impacto na segurança alimentar e no meio ambiente marinho, mas está impulsionando a a pesca excessiva e os abusos dos direitos humanos nas operações de pesca silvestre.

Ações urgente são necessárias

“A aquacultura tem sido aclamada como fornecedora de proteína saudável e acessível, além de desviar a pressão sobre os peixes de captura selvagem”, disse Natasha Hurley, gerente de campanha da Changing Markets Foundation. “Este relatório mostra que a indústria não está cumprindo essa promessa como resultado de sua contínua dependência de peixes capturados em áreas selvagens”.

“Medidas urgentes são necessárias para aumentar a transparência e a sustentabilidade na cadeia de fornecimento da indústria de alimentos para aquicultura além de retirá-la completamente de sua dependência de peixes capturados na natureza”.

“Está claro que a abordagem ‘negócios são negócios’ feita pela indústria da aquicultura à farinha e ao óleo de peixe está esgotando perigosamente os recursos do oceano e ameaçando a integridade dos ecossistemas marinhos. A indústria está buscando alternativas de proteína sustentáveis, mas não tão rápido o suficiente para evitar as conseqüências potencialmente catastróficas para o oceano, a saúde e a segurança alimentar “, acrescentou Carina Millstone, diretora executiva da Feedback.

Existem enormes implicações para o bem-estar animal quando se trata de consumir peixe

Bem-estar animal

Há fatores adicionais a serem considerados, como ressalta o Dr. Krzysztof Wojtas, Chefe de Políticas de Peixes da ONG Compassion in World Farming.

“Ao considerar as conseqüências negativas do uso de peixes capturados em meio selvagem para a FMFO, não devemos esquecer o enorme impacto que essas indústrias têm no bem-estar animal”, disse Wojtas.

“À medida que a aquicultura industrial cresce, o número de animais que sofrem nesses sistemas agrícolas intensivos se multiplica e traz outra camada oculta à tona”.

“A maioria das pessoas não tem consciência do sofrimento de centenas de bilhões de peixes pequenos que morrem horrivelmente em enormes embarcações de pesca industrial para abastecer essas fazendas industriais submarinas. A indústria precisa enfrentar urgentemente essa crise”, conclui Wojtas.

A campanha Compaixão na Revisão da Agricultura Mundial de Peixes compartilha mais detalhes sobre as questões que cercam o consumo de peixes selvagens e de criação.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

GENEROSIDADE

REABILITAÇÃO

EMPATIA

RECEPÇÃO

FINAL FELIZ

SEM FERIMENTOS

SOLIDARIEDADE

TURQUIA

AMOR

ASFIXIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>