Governo proíbe o abate de animais na primeira cidade vegetariana no mundo


Com uma população de cerca de 175 mil habitantes, e uma área de 700 km2, a cidade de Palitana, em Gujarat, na Índia, vêm sendo chamada de “a primeira cidade vegetariana” do mundo após seu governo ter proibido o abate de animais em 2014.

A proibição se deu em consequência dos protestos de cerca de 200 monges jainistas – todos em greve de fome para mostrar que prefeririam a morte [deles] em vez de permitir o massacre e consumo contínuo de animais na área.

Religião

Há relatos de que cerca de quatro a cinco milhões de pessoas na Índia que seguem a religião jainista e se opõem diretamente à crueldade contra os animais.

O jainismo, tradicionalmente conhecido como Jain Dharma, acredita que animais e plantas, assim como seres humanos, contêm almas vivas. Portanto, os jainistas seguem uma dieta estritamente vegetariana.

“Cada uma dessas almas é considerada de igual valor e deve ser tratada com respeito e compaixão. A essência do jainismo é a preocupação pelo bem-estar de todos os seres do universo e pela saúde do próprio universo”, de acordo com informação da BBC.

O direito à vida

De acordo com a ONG Mercy For Animals, Virat Sagar Maharaj, um praticante monge jainista, disse: “Todos neste mundo – sejam animais ou seres humanos ou uma criatura muito pequena – receberam o direito de viver de Deus”.

A cidade não é, contudo, vegana, pois o consumo de leite de vaca ainda é legal.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TRATAMENTO

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE

GRATIDÃO

ESPECIAL

ALEGRIA

VÍTIMAS DA CAÇA

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>