Médico joga água fervente em cão para puni-lo por defecar em seu quarto


Foto: Weibo
Foto: Weibo

Chapéu: Crueldade

Título: Médico joga água fervente em cão para puní-lo por defecar em seu quarto

Olho: O residente, conhecido como Cheng, filmou o ato de covardia e compartilhou em uma rede social chinesa

Imagens perturbadoras mostram um homem derramando água fervente sobre um cachorro indefeso preso dentro de uma gaiola provocaram indignação geral na China.

O homem, que trabalha no centro de queimaduras de um hospital, filmou a si mesmo abusando do cão e enviou o vídeo para uma rede social chinesa “para se mostrar”.

Ele estava punindo seu cão da raça shiba inu, chamado “Morango”, porque o animal havia defecado ao lado de sua cama, em seu quarto, segundo relatos.

O criminoso, conhecido por seu sobrenome Chen, trabalha no Hospital Afiliado da Universidade de Nantong, na cidade de Nantong, no leste da China, como residente.

Ele também é aluno de mestrado na Faculdade de Medicina da Universidade de Nantong.

Um porta-voz da universidade disse ao jornal chinês The Paper que o incidente ocorreu na noite de quarta-feira no apartamento de Chen.

O porta-voz afirmou ainda que Chen queria punir Morango porque o cachorro havia defecado em seu quarto

A princípio Chen puniu o cachorro ordenando que ficasse junto à parede.

No entanto, os dentes do cachorro acidentalmente tocaram a mão de Chen. Temendo que Morango fosse mordê-lo, o tutor colocou o cão indefeso em uma gaiola antes de escaldá-lo com uma chaleira cheia de água fervente.

Ele filmou todo o processo antes de compartilhar as imagens no aplicativo chinês WeChat.

Imagens chocantes mostram o cachorrinho ganindo de dor ao ser penalizado.

Foto: Weibo
Foto: Weibo

O homem também compartilhou um vídeo dele espancando o cachorro com uma vara de ferro.

Chen afirmou que ele correu e jogou água fria sobre o cachorro depois. Ele disse que o cachorro foi ferido, mas sua condição não era fatal.

O vídeo atraiu uma enxurrada de críticas nas mídias sociais.

Defensores de animais invadiram a casa de Chen ontem à noite para confrontar o cruel tutor de Morango.

Autoridades da Universidade de Nantong e da polícia também vieram ao local.

Morango foi entregue em custódia aos defensores dos animais para ser tratado, o ato foi testemunhado por policiais.

Chen é descrito como uma pessoa “introvertida e calada”. O porta-voz da universidade disse ao The Paper que o aluno havia expressado arrependimento por seu comportamento.

A universidade sugeriu que os pais do residente procurassem tratamento médico para ele.

O estudante teria sido suspenso da universidade até que o progresso do tratamento e internação hospitalar em andamento fosse reportado para análise.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROGRESSO

GANÂNCIA

DESTRUIÇÃO AMBIENTAL

COREIA DO SUL

VEGANISMO

PRESSÃO PÚBLICA

RESILIÊNCIA

RECOMEÇO

FINAL FELIZ


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>