Suíça irá votar proibição de testes experimentais em animais


Foto: Freepik

Após uma petição que atingiu mais de 100 mil assinaturas, a Suíça finalmente votará pelo fim de testes em animais no país. Se aprovada, a medita proibirá a importação e exportação de produtos desenvolvidos a partir de testes em animais.

O tema entrou em pauta após grande parte da população exigir que o governo se sensibilize com a crueldade intrínseca aos testes experimentais. A proposta também visa incentivar maior financiamento de alternativas livres de crueldade.

Ainda não há data para a votação, mas é esperado que ocorra ainda em 2019.

Tortura e morte

A Humane Society International estima que cerca de 500.000 animais – principalmente coelhos, cobaias, hamsters, ratos e camundongos – sofrem e morrem em testes cruéis e antiquados de ingredientes ou produtos cosméticos a cada ano em todo o mundo.

Coelhos, porquinhos-da-índia, ratos e camundongos são os animais mais comuns usados ​​para testar cosméticos, submetidos a produtos químicos cosméticos em seus olhos, espalhados em sua pele raspada, ou forçados à alimentação oral em doses massivas, até mesmo letais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AVANÇO

COMPORTAMENTO

'SAVE RALPH'

ÍNDIA

REVOLTA

AÇÃO SOCIAL

MÉXICO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>