Home Notícias Grupo de motoqueiros resgata animais e investiga crimes de maus-tratos

Grupo de motoqueiros resgata animais e investiga crimes de maus-tratos

0
Grupo de motoqueiros resgata animais e investiga crimes de maus-tratos

Um grupo de motoqueiros norte-americanos tatuados criou a Rescue Ink, uma ONG que trabalha resgatando animais em situação de risco e investigando crimes de maus-tratos para, depois, denunciá-los às autoridades.

Além dos motoqueiros, ex-fisiculturistas, campeões de powerlifting, ex-militares, detetives de polícia, advogados e um ex-caminhoneiro também integram a ONG, que já teve um abrigo próprio, mas que, após as instalações serem destruídas por um furacão, passou a trabalhar exclusivamente através de parcerias com abrigos de outras entidades.

“Algumas pessoas gostam de pensar em nós como super-heróis. A verdade é que somos super amantes dos animais e seus protetores. Ao longo dos anos, e através de muitos casos investigados, obstáculos e francos desafios, continuamos fortes e dedicados à nossa missão”, disse um dos membros da ONG, que sobrevive por meio de doações. As informações são do portal Brightside.

A entidade recebe e 1 mil a 3 mil pedidos de ajuda por dia, enviados por pessoas de todo o mundo, e atende cerca de 250 casos por dia. Com esse trabalho, centenas de cachorros, gatos, cavalos, galinhas, porcos, peixes e até uma cobra já foram salvos.

Foto: RescueInkVideos / youtube

Ao jornal New York Times, o grupo contou que já lidou com diversos casos envolvendo animais, como pessoas comercializando cães para comprar drogas, cachorros sendo explorados em rinhas – que são ilegais nos Estados Unidos -, homens tentando envenenar gatos mantidos em um abrigo e até mesmo uma investigação sobre um serial killer de gatos da Pensilvânia, que terminou com um relatório sobre o caso sendo organizado. Quando investigam crimes, os voluntários juntam provas e as entregam para a polícia.

O grupo também se dedica a ensinar adultos e crianças sobre a necessidade de respeitar os animais. Os voluntários lembram que os agressores possuem características semelhantes e costumam ser inseguros, impulsivos e implacáveis devido a problemas familiares e afetivos.

Para o Rescue Ink, cometer abusos contra animais é o primeiro passo para passar a violentar pessoas. Por isso, coibir crimes contra animais não protege apenas eles, mas também os seres humanos.

O trabalho da ONG no combate à crueldade animal é facilitado, segundo os voluntários, pela aparência intimidadora de cada um deles. Em entrevista à revista People, os motoqueiros afirmaram ter mais facilidade para se aproximar de um agressor de animais do que a polícia e que a aparência deles é uma vantagem na hora de negociar com um tutor cruel.

Conheça alguns integrantes do grupo:

1. Batso Maccharoli, ex-lutador profissional.

Foto: John Lamparski / Contributor / WireImage / Getty Images

2. Mikey Ink é um campeão do fisiculturismo.

Foto: Janette Pellegrini / Contributor / WireImage / Getty Images

3. Anthony “Big Ant” Rossano já foi um grande lutador de wrestling.

Foto: Astrid Stawiarz / Stringer / Getty Images Entertainment / Getty Images

4. Joe Panz é um dos fundadores e líder da Rescue Ink. Ele era caminhoneiro.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here