Dragões de komodo são vendidos pelo Facebook na Indonésia


A Indonésia luta para conter o comércio de animais silvestres cada vez mais prejudical às espécies. As densas florestas tropicais do vasto arquipélago do Sudeste Asiático possuem alguns dos mais altos níveis de biodiversidade do mundo e tem sido durante anos uma fonte chave e um ponto de trânsito para o tráfico de animais.

Na última quarta-feira (27), autoridades apreenderam cinco dragões de komodo e dezenas de outros animais sendo vendidos no Facebook. Cinco contrabandistas, identificados apenas por suas iniciais, foram presos em Semarang e Surabaya, na ilha de Java, por supostamente traficar os komodos – o maior lagarto do mundo – junto com ursos, cacatuas e pássaros casuar.

“O suspeito VS vendeu os komodos online através do Facebook”, disse em um comunicado o porta-voz da polícia de Java Oriental, Frans Barung Mangera.

Os dragões, que só podem ser encontrados em seu habitat natural em um aglomerado de ilhas no leste da Indonésia, foram vendidos entre 1.000 a 1.400 dólares ( cerca de 4 a 5.500 reais), disse Mangera. As informações são do Daily Mail.

Em outro caso, três outras pessoas foram presas em Java Oriental devido à alegada venda online de lontras,leopardos e pangolim, disse Mangera.

Se condenados, os contrabandistas poderiam enfrentar até cinco anos de prisão e multa.

A apreensão dos dragões de komodo aconteceu apenas um dia depois que autoridades apreenderam mais de 5 mil tartarugas de nariz de porco ameaçadas de contrabandistas na província de Papua, no leste da Indonésia.

A tartaruga de nariz de porco – que tem um focinho distinto e pés palmados – só é encontrada na Austrália e Nova Guiné, uma ilha compartilhada entre Papua Nova Guiné e Indonésia, e é protegida pelas leis de conservação indonésias.

O comércio ilegal de animais selvagens na Indonésia, juntamente com a perda de habitat, levou várias espécies em extinção, do elefante de Sumatra ao orangotango, à beira da extinção.

Autoridades em Bali, uma popular ilha de férias, prenderam na semana passada um turista russo que tentou contrabandear um orangotango drogado da Indonésia em sua mala para ser mantido como animal de estimação.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL

DOÇURA

AÇÃO HUMANA

JAPÃO

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO SONORA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>