ATO DE AMOR

Massagem ajuda ouriço bebê a recuperar os espinhos das costas

Foto: Caters/Reprodução
Foto: Caters/Reprodução

Um ouriço bebê que havia perdido praticamente todos espinhos recuperou sua proteção natural graças a massagens diárias nas costas que recebeu de sua cuidadora.

O pequeno mamífero foi levado ao Centro de Resgate de Vida Selvagem de Cuan em Much Wenlock, Shropshire (Inglaterra) por uma moradora da região que o encontrou em seu jardim durante o inverno.

Incapaz de identificar que tipo de animal era o bichinho estranho, ela o trouxe diretamente para o centro de resgate de animais, onde a equipe o apelidou de “Bear” (urso, na tradução livre).

Foto: Caters/Reprodução
Foto: Caters/Reprodução

Fran Hill, que administra o Centro de Resgate de Vida Selvagem de Cuan, disse: “Eu trabalhei no centro de resgate por mais de 10 anos e vi apenas seis ou sete ouriços carecas, mas nunca um em estado tão ruim quanto esse”.

“Foi realmente triste ver a situação em que o animal chegou”, acrescentou ela.

A equipe do centro acredita que Bear entrou em hibernação com uma infecção causada por ácaros na orelha o que causou estresse e a queda de seus espinhos.

Para ajudar na recuperação de Bear, Hill vem fazendo massagens no pequenino diariamente como forma de tratamento, utilizando aloe vera.

Foto: Caters/Reprodução
Foto: Caters/Reprodução

Ela deu a Bear um prognóstico positivo: “Ele está indo bem, comendo bastante. Estou feliz, mas meus dedos massageadores precisam de um descanso!”.

Em uma postagem recente no Facebook do centro de resgate, na terça-feira, a veterinária disse: “Pode levar algum tempo para o Bear retornar ao seu estado normal”.

“Enquanto isso, ele pode tomar banhos hidratantes ocasionais para ajudar a aliviar alguns dos ferimentos mais severos.”

Ouriços podem sofrer de uma série de problemas de saúde, incluindo doenças dentárias, doenças reprodutivas, doenças neurológicas e infecções do trato urinário.

Foto: Caters/Reprodução
Foto: Caters/Reprodução

O animal natural das florestas, também pode sofrer de uma condição rara chamada síndrome do balão, em que a criatura infla por causa do gás acumulado sob sua pele, muitas vezes como resultado de um trauma ou uma infecção.

Em 2017, a veterinária Bev Panto, em Cheshire, teve que gentilmente “espetar” a pele de um ouriço para esvaziar o ar aprisionado.

“Quando você os vê pela primeira vez, eles parecem ser ouriços muito grandes, mas quando você os pega, sente que são na verdade muito leves porque aquele tamanho todo é na maior parte só ar”, disse ela à BBC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui