Homem emagrece mais de 80 kg com dieta vegetariana estrita e exercícios


Foto: Iain McLeod

Abandonar a carne significa muito mais do que ter saúde ou uma boa estética – a decisão poupa a vida de milhares animais indefesos e contribui para a conservação do planeta.

Todos esses benefícios têm motivado pessoas em todo o mundo a abandonar carnes e laticínios, Iain McLeod é uma delas.

“Eu me odiava completamente e, olhando para trás, eu definitivamente tinha um pé no túmulo”, disse Iain ao LADbible.

“Eu não tinha confiança, nem amor próprio, nem auto-estima.”

McLeod conta que recorria à comida durante a infância para lidar com os problemas e, quando adulto, bebia em excesso, fumava 40 cigarros por noite, usava drogas e fazia festas regularmente.

A caminhada de Iain para emagrecer começou quando sua parceira lhe deu duas opções: continuar com a vida que levava ou ficar com ela e seus filhos.

McLeod desistiu de festejar e, novamente, recorreu à comida em busca de conforto, ganhando quase 84 quilos em três anos.

Ele sabia que precisaria de ajuda e decidiu procurar um profissional para acompanhá-lo na jornada.

“Passei por três meses de aconselhamento intenso de janeiro de 2017 a março de 2017”, disse McLeod.

“Durante esse tempo, descobri a causa raiz de meus problemas. Devido ao relacionamento que tive com meu pai, eu havia normalizado tanto o meu comportamento quanto o dele, o que justificava nossas ações.”

Auto-aversão, amargura e raiva eram as razões pelas quais ela jamais havia conseguido sucesso com suas dietas.

Depois de trabalhar em suas emoções de março a dezembro de 2017, ele decidiu que faria uma mudança. No início do ano passado, ele se tornou vegetariano estrito e começou a se exercitar regularmente. As informações são do Vegan News.

Foto: Iain McLeod

“Eu amo isso. Sacos de energia, eu sempre me sinto bem. Coma porcaria e sinta-se porcaria, certo? O poder da planta!

“Minha dieta consiste principalmente de papas de aveia, soja, tofu, quorn, arroz integral, massa marrom, muita água e leite de soja.

“Eu também como entre 10 e 15 porções de frutas e vegetais todos os dias. Eu também não como depois das 8 da noite – eu chamo isso de jejum intermitente. ”

Quanto ao exercício, ele começou a ir ao ginásio três dias por semana para treinar durante uma hora pesos e uma hora de cardio (15 minutos cada em esteira, máquina de remo, bicicleta e cross trainer). Ele também nadou dois dias por semana por 50 comprimentos por dia.

Hoje, McLeod se exercita em casa, seis dias por semana.

“Estou fazendo um programa híbrido agora. Eu criei meu próprio regime de insanidade / P90X3 e estou fazendo isso todos os dias. Domingo é meu único dia de descanso. No dia 1 de abril, fará 7 meses que treino seis dias por semana. Eu amo isso.

O conselho de McLeod para os outros em uma situação semelhante é lidar primeiro com a raiz de seus problemas.

“Não desista. Continue. Perseverança é fundamental ”, disse ele.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>