Polícia apura caso de mulher que teria pago R$ 10 para homem matar cão


O caso de uma mulher que teria pago R$ 10 para um homem matar um cachorro em Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul, está sendo investigado pela Polícia Civil.

Foto: Brigada Militar/divulgação

O caso aconteceu no último domingo (17) e, segundo a delegada responsável pela investigação, Ana Luisa Aita Pippi, um procedimento foi instaurado para apurar os fatos. Os suspeitos e as testemunhas ainda irão prestar depoimento. As informações são do G1.

“Temos a informação de que a tutora do cachorrinho teria pago R$ 10 para o outro envolvido matar o animal”, afirma a delegada.

O caso foi descoberto através de uma denúncia feita à Brigada Militar por moradores do bairro Faxinal Menino Deus que flagraram um homem de 28 anos apedrejando um cachorro.

Ao ser questionado pelos policiais, o agressor afirmou que recebeu R$ 10 reais da tutora do cão, de 21 anos, para que ele “desse um fim” no cachorro porque o animal estaria doente.

O cachorro não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a delegada, a tutora e o responsável por agredir o animal podem responder por “maus-tratos a animal doméstico, agravado pela morte”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

PROTEÇÃO ANIMAL

INESPERADO

ASCENSÃO

GRATIDÃO

INDEFESAS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>