Cão preso a 200 metros de altura é salvo por helicóptero


Foto: Daily Mail/Reprodução
Foto: Daily Mail/Reprodução

Um cão ficou preso em um precipício na borda de uma montanha, a 200m de altura no meio de uma tempestade de neve, por mais de 48 horas, na Escócia.

O animal foi resgatado com a ajuda da tripulação de um helicóptero da guarda costeira que estava em treinamento, quando avistou o animal desaparecido equilibrando-se precariamente na cordilheira de Cairngorms hoje.

A equipe que trabalha na base de Inverness ficou satisfeita com a oportunidade de colocar suas habilidades à prova e ajudar o cão em perigo.

Inicialmente a câmera térmica do helicóptero exibia uma imagem com um único ponto branco na montanha.

Mas à medida que a lente foi se aproximando ficou claro que a fonte de calor era um cão encolhido na borda de um penhasco vertical.

A filmagem então corta para uma cena onde um membro da equipe é guinchado para baixo na direção da montanha coberta de neve, onde ele pega o cachorro nos braços, e é puxado de volta para cima, balançando violentamente em meio a tempestade.

De volta ao escritório da guarda costeira, o cão visivelmente feliz, mas todo sujo, se aquece enquanto sacode a lama acumulada durante os dois dias em que ele passou isolado.

O capitão Simon Hammock, o copiloto Roger Sherriff, o operador do guincho Rob Glendinning e o especialista em salvamento nas alturas Mark Stevens estavam passando por um treinamento de inverno com outra especialista, Kate Willoughby, que veio da base de helicópteros da guarda costeira de Humberside em Stag Rocks, Cairngorms.

“Para testar suas habilidades, os dois especialistas em guinchos foram deixados em uma unidade próxima para realizar treinamento médico essencial na neve”, disse uma porta-voz da Agência Marítima e da Guarda Costeira ao Daily Mail.

A tripulação restante do helicóptero voou para fazer uma simulação de reabastecimento e, enquanto circulavam 1000 pés acima do lago Avon em Cairngorms, algumas nuvens próximas deles se dissiparam e eles viram o cão escolhido tentando se equilibrar de forma precária na borda.

A equipe então anotou a posição, voltou a recolher os dois especialistas no treinamento médico em terra e retornou ao cão em perigo.

Com o afastamento das nuvens, o tempo tinha felizmente, dado a eles a oportunidade ideal para usar o resto do tempo de treinamento resgatando o cachorro.

O animal estava aterrorizado e com frio, por isso foi levado para a base da equipe em Glenmore Lodge, e de lá ao veterinário em Strathspey.

“Desde então, soubemos que o cachorro está bem e já retornou a companhia de seu tutor.”


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CATIVO EM ZOO

CRIME AMBIENTAL

ABERRAÇÃO LEGISLATIVA

ESCRAVIDÃO

EXEMPLO

CICLOVIA RIO PINHEIROS

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>