Israel servirá hambúrgueres veganos a estudantes para combater obesidade


Foto: Rilbite

Como em grande parte do mundo, Israel está sofrendo uma crise pela obesidade infantil e decidiu oferecer hambúrgueres veganos para tentar diminuir os índices – 12,6% das crianças do país estão classificadas como obesas, perdendo apenas para os Estados Unidos.

A Rilbite e a empresa produtora da carne vegana que será servida no Projeto 2030 que visa reduzir as taxas em 50% até 2030.

“Nosso produto foi escolhido para ser usado pelas escolas de lançamento em Israel. Somos o único produto vegano que se qualifica para ser usado em Israel em serviços alimentícios para crianças”, disse o co-fundador da Rilbite, Itai Farkas. As informações são da Vegan News.

“Como temos muita proteína dentro do Rilbite, podemos dar para as crianças do jardim de infância uma pequena quantidade e ainda ter proteína suficiente por lei – em Israel, temos que dar 15g de proteína por dia”, Farkas afirmou.

“Então, na verdade, duas pequenas bolinhas Rilbite com um pouco de molho bolonhesa ou meio patty são suficientes para as crianças.”

Desde 2016, o Ministério da Saúde de Israel tornou imperativo que todas as escolas estaduais servissem aos alunos pelo menos uma refeição vegetariana por semana.

Mais iniciativas

Um novo projeto de lei  apresentado recentemente na Califórnia incentiva escolas públicas de ensino fundamental e médio a oferecer refeições e leite à base de plantas.

O projeto “Almoço Escolar Saudável e Amigável para o Clima” é co-patrocinado pela Esperança animal na legislação, Amigos da Terra, Comitê de Médicos para Responsável Medicina , e Compaixão Social na Legislação. Se aprovado, contará com verbas estaduais para funcionar.

No Brasil, falafel a base de grão de bico, hambúrgueres de feijão preto, bolinho de ervilha e molho à lentilhesa (a tradicional bolonhesa, mas que em vez de carne leva lentilhas)  são algumas das receitas propostas pela chef de cozinha brasileira Bela Gil e que entrarão no cardápio das escolas da rede pública municipal de São Paulo em 2019.

Os pratos serão incorporados ao programa da Secretaria Municipal de Educação que tem como objetivo diversificar a oferta de proteínas aos alunos da cidade.

Desde 2011, a Prefeitura de São Paulo começou a incorporar à merenda da sua rede cardápios sem carne, às segundas. A ação atende a um movimento internacional de redução de consumo de proteína animal neste dia. Outros chefs-celebridade também fazem campanha por refeições mais saudáveis em escolas, como o britânico Jamie Oliver.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>