A indústria de carne vegana representa uma oportunidade de três trilhões de dólares


Harburgueres veganos, nenhuma animal sofreu para a confecção desses alimentos | Foto: Impossible Foods
Harburgueres veganos, nenhuma animal sofreu para a confecção desses alimentos | Foto: Impossible Foods

Pat Brown fundador e CEO da Impossible Foods, conta que a empresa produz 226 toneladas de carne vegana por mês. Eles desenvolvem e comercializam também laticínios feitos à base de vegetais e já levantaram 450 milhões de dólares.

A empresa cria produtos a partir de carne vegana, como o efeito “sangue escorrendo” do hamburguer vegano Impossible Burger, fez os comentários acima durante uma entrevista à CBNC. Ele explicou que o mercado de produtos animais como um todo tem previsão de alcançar cerca de três trilhões de dólares de valor em dez anos. “É gigantesco”, destacou ele.

Os meios de fabricar esses produtos, no entanto, estão desatualizados. Isso deixa a porta aberta para empresas de tecnologia de alimentos – como a Impossible Foods e sua concorrente Beyond Meat – atacar e transformar essa indústria, afirmou.

Ele continuou: “Se há uma coisa que sabemos, é que quando uma tecnologia antiga e sem melhorias bate de frente com uma tecnologia melhor desenvolvida e que esta continuamente sendo aprimorada, é apenas uma questão de tempo antes que o jogo termine”. Ele acrescentou: “Acho que os nossos investidores vêem isso como uma oportunidade de 3 trilhões de dólares”.

A Impossible Foods já está passando por um crescimento veloz. Seus hambúrgueres veganos, que parecem “sangrar” – cozinham da mesma forma e têm gosto de carne bovina – já estão nos cardápios dos restaurantes em toda a América, inclusive na cadeia de fast food White Castle.

A franquia “Impossible Slider” (hambúrguer vegano) é entre clientes e críticos de gastronomia, o renomado crítico gastronômico Ryan Sutton – que trabalha para a Eater – elogiou o hambúrguer dizendo que ele era “um dos melhores hambúrgueres de fast food da América”.

O hambúrguer também foi lançado em Cingapura, com os respeitados chefs Gordon Ramsay, Wolfgang Puck e David Myers acrescentando o produto aos cardápios de seus restaurantes no país.

É com esse tipo de apoio de “chefs celebridade” que Brown espera convencer pessoas que comem carne animal a experimentar seu hambúrguer.

“Nós esperamos que os amantes de carne despertem dentro de si uma suspeita: como você pode fazer carne deliciosa sem envolver um animal? A melhor maneira de levar as pessoas a descobrir essa resposta é ter gurus da comida e pessoas que nunca vão se comprometer em relação a qualidade da comida, colocando sua reputação por trás desses alimentos veganos ”, disse ele.

Mais e mais produtos derivados de carne vegana estão constantemente surgindo. A Beyond Meat – os criadores do hamburguer vegano “Beyond Burger” – lançaram recentemente um novo produto similar a carne moída no mercado, mas vegano. Segundo a empresa, com a mesma textura, sabor e versatilidade que a carne moída derivada de vaca possui.

Um número grande de investidores influentes já identificaram o potencial do setor de carne vegana. Em fevereiro, relatos contam que Bill Gates, Richard Branson e Jeff Bezos fizeram um aporte conjunto de 90 milhões de dólares na startup de carnes veganas Motif Ingredients.

“Nós estamos apenas começando, mas estamos crescendo muito rápido”, disse Brown.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CALIFÓRNIA

ANGÚSTIA

COMPANHIA

VIOLÊNCIA INJUSTIFICADA

ASSASSINATO BRUTAL

EXEMPLO

AGROPECUÁRIA

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>