História de amor

Melhores amigos: raposa e cães formam uma linda família inseparável

A ninhada de raposas foi encontrada em março de 2018, enquanto um fazendeiro limpava um celeiro.

Os cães são criaturas adoráveis e têm um amor incondicional pelos humanos. Geralmente, são sociáveis com outras espécies e estão sempre em busca de novas e verdadeiras amizades. O que não parece ser comum é uma raposa selvagem ter o mesmo comportamento. Mas foi isso o que aconteceu em uma fazenda na Inglaterra.

Gemma Holdway, de 19 anos, e sua família descobriram cinco raposas com apenas dois dias de nascidas, aninhadas no feno de sua fazenda em Bath, Somerset. Eles temiam que os filhotes pudessem morrer se a mãe não retornasse.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

O pai de Gemma descobriu Vixey e o resto da ninhada em março de 2018, enquanto limpava um celeiro e os confundiu com filhotes de gatinhos.

Gemma lembrou: “Dan chegou lá um pouco antes de mim e tirou uma foto de seu filhote favorito. Eu fiz o mesmo e ficamos encantados com o nanico da ninhada – que acabou sendo Vixey”.

“Nós os colocamos em uma caixa com um pouco de palha para mantê-los aquecidos. Voltamos na manhã seguinte para ver se a mãe deles havia voltado mas ela nunca o fez”. Vivemos perto de uma estrada movimentada, por isso, estávamos preocupados que ela pudesse ter sido atropelada. Sem ela, sabíamos que tínhamos que fazer alguma coisa ou as raposas morreriam”. As informações são do Daily Mail.

A família providenciou um hospital veterinário nas proximidades. Com cerca de cinco dias de vida, Vixey abriu os olhos pela primeira vez, olhou para seus salvadores. Isso cria uma espécie de ligação entre um filhote e a primeira coisa que tem contato visual, auditivo ou tátil que os ajudar a ganhar um senso de identificação de espécies.

Infelizmente, significava que ser libertada de volta à natureza poderia ser muito perigosa para Vixey, já que sua identificação com os seres humanos significava que ela poderia não ter aprendido certos comportamentos vitais para a sobrevivência, como a percepção de predadores ou habilidades de caça.

“As raposas são chocantes com a primeira impressão”, explicou Gemma. Nenhum de nós percebeu na hora porque aconteceu tão rapidamente, mas uma vez que eles abrem os olhos, é assim: quem quer que eles vejam primeiro será a mãe.

Três raposas foram liberadas na natureza e uma outra, além de Vixey, também foi domesticada.

Como o nanico da ninhada passou por um período crítico da vida e Gemma, junto de seu namorado Dan Pearse, 19 anos, decidiam adotar e criar o filhote pois já estavam apaixonados por ele.

A estudante de ciência e administração de animais Gemma, que alimenta, banha e anda com a raposa, chamada Vixey, ao lado de seus quatro cachorros.

“Vixey é definitivamente como um cão”.

“Eu compreendo perfeitamente que ela ainda é um animal selvagem e é muito independente – mas também sei que, agora que ela interage com seres humanos, ela pode acabar se machucando se sair sozinha.

“As raposas selvagens sentem nosso cheiro nela e a veriam como algo para matar”.

“Temos muitos hectares de terra que ela pode percorrer e explorar todos os dias, antes de encontrar o caminho de casa antes de escurecer. Ela tem uma vida muito boa e descontraída”.

Quando decidiu ficar com a pequena bebê, Gemma começou a providenciar suas vacinas e a apresentou a seus quatro cachorros, Luna, Raisin, Nidge e Polar Bear.

“Luna, em particular, foi muito cautelosa no começo. Ela não sabia bem o que era Vixey e não tinha certeza quando tentaria brincar com ela”.

“Agora elas absolutamente se amam. Elas são melhores amigas”.

Vixey segue os cães por toda parte, imitando tudo o que eles fazem. Raisin é a líder deles e, por isso, quase assumiu o papel de mãe de Vixey.

Felizmente, a raposa gosta da mesma comida de seus amigos caninos, preferindo comida de cachorro molhada ou biscoitos secos a carne cozida.

Gemma acrescentou: “Nós tentamos dar a ela frango ou um porco no Natal, mas ela também não gostou”.

“Ela vai carrega a carne em sua boca e a esconde em algum lugar.”

Gemma também está tentando convencer Vixey a usar uma coleira, esperando um dia levá-la para passear com Luna, Raisin, Nidge e Urso Polar.

Ela acrescentou: “Estamos chegando lá com o treinamento de liderança. Ela usa uma coleira e um sino, que em particular é uma dádiva de Deus. Como ela é muito rápida, ele nos ajuda a saber onde ela está.

Ela odeia usar coleira e, neste momento, estamos tentando um outro tipo de peitoral, já que é a única coisa que se encaixa em seu corpo estreito.

“Quando ela for treinada, iremos amar levá-la para fora, mas ainda estamos preocupados com outros cães e pessoas”.

Solta na fazenda, Vixey corre, brinca e sempre volta para casa antes de escurecer.

“Ela é muito inteligente e consegue se lembrar de onde ela mora” disse Gemma. “Ela dorme a noite toda na minha cama ou embaixo do sofá”.

Ela já é treinada para ir ao banheiro do lado de fora ou usar uma bandeja de areia.

“Aprendemos da maneira mais difícil não deixar nenhum calçado por aí, já que, por alguma razão, ela os vê como banheiros”

Enquanto Gemma sabe que muitas pessoas têm opiniões negativas sobre raposas, com uma série de histórias que chegam às manchetes sobre entrar em casas e morder pessoas, ela insiste que Vixey tem um temperamento gentil.

“As pessoas devem ter cuidado com ela quando a conhecem, mas é muito mais provável que ela fuja e se esconda até confiar em alguém do que atacar. Ela reconhece todos nós, então corre para a porta para nos cumprimentar”, disse ela.

As raposas só tendem a morder quando se sentem ameaçadas ou estão protegendo seus filhotes, então, se alguma vez ela parecer estressada e mostrar seus dentes, sabemos que ela quer ficar em paz e a deixaremos.

“Ela já nos beliscou algumas vezes, mas nunca houve maldade e isso também acontece ao criar um filhote de cachorro.

Vixey é definitivamente um membro da família de Gemma que acrescentou: “Todos nós adoramos Vixey, mas nem todo mundo seria legal com ela”.

“Teria sido ótimo libertá-la, mas era simplesmente muito perigoso. Ela tem uma vida adorável conosco e, enquanto estiver sob o nosso teto, ela não é da conta de ninguém.

“Nós temos segurança à prova de raposa no jardim para que ela não possa sair e atacar alguma coisa mas ela tem muita terra para explorar”.

“Qualquer um que a encontrar pode ver o quanto ela está feliz.”

Embora ela adore Vixey, Gemma tem o cuidado de não encorajar outras pessoas a terem raposas como animais domésticos, já que sua situação é única, dizendo: “Embora Vixey seja um grande membro da família, não recomendamos que você tenha uma raposa, pois eles são altamente exigentes e não são adequados para viver em um típico ambiente doméstico.

Como um filme da Disney

A história de Vixey e Gemma lembra o conto muito conhecido da Disney “The Fox and The Hound”.

Na animação de 1981, a Raposa e o Cão de Caça, conta a história de uma raposa vermelha órfã, que é adotada por uma espécie de fazendeiro chamada Widow Tweed.

Tweed nomeia a raposa Tod, devido a sua fofura infantil.

Enquanto isso, o vizinho do fazendeiro traz para casa um filhote de cachorro jovem chamado Copper. Eles se encontram e juram se tornar amigos para sempre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui