Vídeo com apenas dois minutos pode te ajudar a ser vegano


Foto: Divulgação | Casa de Carne

No curta metragem, Eric sai para comer com os amigos e ter uma experiência única. Ao ser atendido por um garçom, ele pede costelas suínas e é convidado por ele para conhecer a preparação de seu prato desde o início.

Em uma sala trancada, com uma faca na mão, ele fica frente a frente com um lindo e inocente porco. Se quiser comê-lo, Eric deve primeiro matá-lo.

Como esperado, ele não consegue matar o animal e opta por acariciá-lo. Então os chefs da Casa de Carne entram na sala e Eric é forçado a assistir enquanto um açougueiro corta a garganta de seu jantar para ele.

“A experiência de Eric lança luz sobre verdades ocultas, além de levantar algumas questões muito importantes que todos nós devemos nos perguntar”, observa o Kinder World.

A realidade é que as costelas só acabam temperadas em um prato porque alguém fez o que o corpo de Eric dizia para ele não fazer. Ele não está sozinho; um estudo de setembro do ano passado revelou que metade da população da América não podia tirar a vida de um animal para comer se tivesse que fazê-lo por conta própria.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

DEBILITADO

DECISÃO JUDICIAL

INSPIRAÇÃO

DENÚNCIA

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

RETROCESSO

RESPONSABILIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>