Herdeira de Karl Lagerfeld, gata tem duas babás e voa de jatinho


A gata Choupette, tutelada por Karl Lagerfeld, morto nesta terça (19), é uma das herdeiras do estilista. “Ela é uma espécie de Greta Garbo. Há algo de inesquecível nela, o modo como ela se move, o jeito como ela brinca. Ela é uma inspiração para a elegância. Para a atitude”, disse Lagerfeld em 2015.

(Foto: Reprodução / Instagram)

Cercada de amor e cuidados, a gata sempre viveu uma vida luxuosa: tem duas babás, Marjorie e Françoise, só come em cima da mesa com seu jogo de pratos da Goyard, voa de jatinho, segue dieta com nutricionista e vai ao veterinário toda semana para escovar os pelos e fazer exames de rotina – conforme contou o estilista à Vogue. As informações são da Folha de S. Paulo.

Choupette nasceu em 2011 e era tutelada pelo modelo francês Baptiste Giabiconi, que a deixou, ainda filhote, por duas semanas na casa de Lagerfeld. Ao retornar para buscá-la, o modelo ouviu do estilista que não a entregaria. “Sinto muito, a Choupette é minha”, disse.

Além de ter sido sempre muito mimada pelo tutor, a gata também ficou famosa. No Instagram, ela acumula mais de 150 mil seguidores. E é na rede social que são publicadas fotos que expõe a vida luxuosa de Choupette, fazendo viagens em jatinhos e até participando dos bastidores de desfiles de marcas de grife.

(Foto: Reprodução / Instagram)

“Choupette é uma menina rica, tem sua própria fortuna. Se acontecer alguma coisa comigo, a pessoa que cuidar dela não estará na miséria”, disse o estilista em entrevista antes de sua morte.

Com a morte do estilista, além da especulação sobre a herança, fala-se também sobre quem ficará responsável pela gata. Ela pode voltar a viver com o modelo que a tutelava antes de ela ser adotada por Lagerfeld ou ser criada por Hudson Kroenig, 11, afilhado do estilista e filho do modelo Brad Kroenig.

Em entrevista à revista Numéro, Lagerfeld disse, no ano passado, que caso morresse não queria que houvesse funeral. “Não haverá funeral. Eu prefiro morrer! Pedi para ser cremado e quero que minhas cinzas sejam espalhadas junto com as da minha mãe. E com as da Choupette, se ela morrer antes”, afirmou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AÇÃO SOCIAL

AÇÃO SOCIAL

PRECAUÇÃO

ÍNDIA

ESTUDO

ÓRFÃO

ARTIGO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>