Justiça determina que Vale resgate animais em Barão de Cocais (MG)


Uma decisão judicial emitida na quinta-feira (14) determinou que a Vale retire, em um prazo de 24 horas, os animais que estão em áreas de risco em Barão de Cocais, em Minas Gerais. Após o início dos trabalhos, a empresa terá 120 horas para finalizar os resgates.

(Foto: Pixabay / Imagem Ilustrativa)

A Justiça exige que a mineradora realize ações de localização, resgate e cuidados dos animais. Caso descumpra, a empresa será penalizada com multa diária de R$ 200 mil. As informações são do portal G1.

O local é considerado área de risco devido à possibilidade de rompimento da barragem Sul Superior, da Mina Gongo Soco. Cerca de 500 moradores da região saíram de casa às pressas há uma semana e foram hospedados em hotéis ou imóveis de parentes.

Há risco de rompimento de barragem também em Itatiaiuçu, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A barragem, que pertence à Arcelormittal, fez com que 170 pessoas fossem retiradas das casas. Não há informações sobre resgates de animais na região. De acordo com a mineradora, a barragem está sendo avaliada por equipes técnicas e não há prazo para que a situação seja regularizada.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MÉXICO

CRUELDADE

AMOR

EMPATIA

AMOR

CRUELDADE

CHINA

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>