Mudanças climáticas obrigam ursos polares famintos a migrarem para arquipélago russo



Classificados como uma espécie em extinção desde 2008, os animais são protegidos por lei (Foto: Peter Murtagh/Irish Times)

Dezenas de ursos polares famintos migraram recentemente para o arquipélago russo de Nova Zembla. A organização World Wildlife Fund for Nature (WWF), que está acompanhando o caso, atribui esse fenômeno às mudanças climáticas e a perda de habitat em decorrência do degelo.

Em um vídeo publicado no Instagram pela maquiadora russa Irina Elis Murmansk, é possível ver os ursos procurando comida em um lixão na ilha que conta com quase 2,5 mil habitantes. “As pessoas estão assustadas e com medo de deixarem suas casas. Os pais não estão dispostos a deixarem seus filhos irem à escola”, informou o administrador do arquipélago, Alexander Minayev.

Especialistas foram levados a Nova Zembla para sedarem os animais e transferi-los para outro local. Na Rússia é proibido o abate de ursos polares. Como estão em risco de extinção desde 2008, os ursos são protegidos por lei. Vale lembrar que a agropecuária é apontada como uma das principais causas das mudanças climáticas. Até mesmo o filantropo e fundador da Microsoft, Bill Gates, tem alertado para o impacto da agropecuária na vida selvagem.

Fonte: Vegazeta


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

COMOVENTE

ACIDENTE

Acolhimento

CRUELDADE

FINAL FELIZ

ACIDENTE

DESAPARECIMENTO

RECONHECIMENTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>