TENDÊNCIA

Venda de alimentos veganos e vegetarianos cresce 24% na França

Os dados, coletados com base em supermercados do país, apontaram que o mercado vegano valia 380 milhões de euros em 2018, e deve continuar crescendo.

comida vegana
Foto: Getty Images

As vendas de produtos vegetarianos e veganos na França aumentaram 24% no último ano, de acordo com um estudo recente do grupo de pesquisa francês Xerfi.

comida vegana
Foto: Getty Images

Os dados, reunidos com base em pesquisas feitas nos supermercados do país, apontaram que o mercado vegano valia 380 milhões de euros em 2018, e deve continuar crescendo. O grupo prevê que a categoria crescerá 17% ao ano nos próximos dois anos, alcançando um valor de mercado de 600 milhões de euros em três anos.

A crescente conscientização dos consumidores sobre os efeitos negativos do consumo de carne e laticínios sobre a saúde e uma maior sensibilidade ao bem-estar animal são fatores que contribuem para o crescimento da categoria, de acordo com Xerfi.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

A Danone e a Nestlé também contribuíram para o crescimento da categoria, lançando mais produtos veganos no último ano. Em 2017, a Nestlé afirmou que a tendência crescente do veganismo “chegou para ficar”.

“Os múltiplos escândalos na indústria alimentar, o questionamento dos supostos benefícios do leite e da carne e o aumento da sensibilidade ao bem-estar animal de fato levaram os franceses a se afastarem dos produtos derivados de animais em favor das proteínas vegetais”, observou Xefri.

O relatório também creditou a ascensão de pequenas marcas independentes, veganas e vegetarianas, para o crescimento da categoria, observando que a comida vegana e vegetariana é muito mais do que “substitutos para carne e laticínios” agora. Por exemplo, a Petite Veganne, com sede na região de Lorraine, cria uma variedade de queijos autênticos – incluindo camembert – a partir de leite de nozes.

“Os produtos baseados em vegetais estão se libertando de seu papel de substitutos para construir sua própria identidade, que os fabricantes e distribuidores têm todo o interesse em desenvolver e valorizar”, disse o relatório.

De acordo com a revista financeira Bloomberg, o movimento vegano está finalmente crescendo na França. “Os consumidores franceses estão finalmente acordando, décadas depois de todos os outros”, Geoffroy Le Guilcher, um ativista dos direitos dos animais, disse à revista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui