Morte precoce

Girafa bebê é morta em zoo por um ferimento na boca

“Kumi” nasceu em 6 de agosto no San Diego Zoo Safari Park e foi morto no mês passado sem ter conhecido a liberdade e seu habitat natural.

O pequeno filhote de girafa já nasceu em cativeiro, no San Diego Zoo Safari Park, na Califórnia, e estava condenado a viver todos os seus dias servindo como atração turística para milhares de pessoas – a realidade de todos os animais criados em zoológicos no mundo todo. Com apenas cinco meses de idade foi assassinado por causa de uma ferida em sua boca, que os “tratadores” disseram ser incurável.

“Kumi” nasceu em 6 de agosto no San Diego Zoo Safari Park e foi morto no mês passado sem ter conhecido a liberdade e seu habitat natural. Além de girafas, o local aprisiona mais de 3.000 animais de 300 espécies diferentes.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Segundo autoridades do zoológico, Kumi estava com uma ferido, provavelmente causada por um antílope, baseado nas características, pois antes do ataque estava em boa saúde se comportando normalmente.

O Safari Park abriga numerosas espécies que viver juntas em seus habitats nativos, onde encontros entre espécies também podem acontecer.

De acordo com os responsáveis, a lesão foi avaliada e os veterinários constataram que não poderia ser tratada. A equipe médica decidiu então, simplesmente, matar o pobre bebê.

O Safari Park possui numerosas espécies que viveriam juntas e diz que encontros como o que aconteceu com a pequena girafa e o antílope podem acontecer. As informações são do Daily Mail.

O falso pretexto de capturar para salvar

O San Diego Zoo Safari Park afirma que: “Mais da metade dos 1.800 acres do parque foram separados como habitat de espécies nativas protegidas”.

Em sua declaração de missão também diz: “Estamos comprometidos em salvar espécies em todo o mundo unindo nossa expertise em cuidados com animais e ciência da conservação com nossa dedicação à paixão inspiradora pela natureza. Nós vamos liderar a luta contra a extinção”.

Zoológicos são cativeiros cruéis para qualquer tipo de espécie. Os falsos pretextos desses locais escondem a perversa ganância humana em lucrar e enriquecer com a vida de inocentes animais retirados da vida selvagem para servirem de entretenimento.

Alguns usuários do Facebook compartilharam suas condolências ao zoo sem perceberem a realidade triste e lamentável destes lugares.

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui