Coiote é resgatado em condições deploráveis após ser atropelado


Um coiote foi encontrado em um campo de golfe na cidade de Ottawa, Canadá. O animal havia sido atropelado por um carro e sofria de um caso grave de sarna sarcóptica, uma doença causada por parasita que pode ser fatal.

coiote
Foto: Rideau Valley Wildlife Sanctuary

Apesar de sua condição, o coiote conseguiu escapar do Rideau Valley Wildlife Sanctuary, onde foi acolhido após ter sido resgatado. Depois de três dias, o animal foi finalmente encontrado.

“Ele estava em péssimas condições quando veio pela primeira vez”, disse Sarah Beauregard, coordenadora de cuidados animais no santuário. “Achávamos que ele não conseguiria sobreviver à primeira noite.”

coiote
Foto: Rideau Valley Wildlife Sanctuary

Sua pélvis estava quebrada e a sarna havia avançado tanto que não restava quase nenhuma pelagem para aquecer seu corpo do frio canadense. Mas o animal não desistiu, e nem os socorristas.

“O que realmente me impressionou foram os olhos dele”, diz Beauregard. “Mesmo quando ele estava na pior situação, havia um brilho e esperança em seus olhos.”

coiote
Foto: Rideau Valley Wildlife Sanctuary

Ao longo dos dias, enquanto o coiote recebia cuidados veterinários, tratamento para a sarna e para seus ossos brutalmente quebrados, os socorristas percebiam seu comportamento amável e dócil.

“Ele é um amor”, diz Beauregard. “Os coiotes são tímidos e retraídos por natureza, mas ele parece confiar em nós e saber que estamos tentando ajudá-lo.”

coiote
Foto: Rideau Valley Wildlife Sanctuary

O plano dos resgatadores é manter o coiote no abrigo até que ele esteja forte e saudável o suficiente para ser novamente solto na natureza. “Estamos mantendo o mínimo de contato humano possível para que ele não se apegue aos humanos”, diz Beauregard.

Como o coiote ficará aos cuidados dos socorristas por um tempo, eles estão tentando dar um nome para o animal. Até pediram sugestões em sua página no Facebook.

Por mais cruel que pareça ser, muitos desses animais icônicos e enigmáticos são brutalmente caçados e mortos para que pessoas possam usar pedaços de sua pele em casacos. Algumas empresas de moda como a Gucci, Versace, John Galliano, Burberry, entre tantas outras já aboliram o uso de peles de animais na confecção de suas roupas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

LUTO

FLORIANÓPOLIS (SC)

SÃO PAULO

INOVAÇÃO

AMOR

ESTUDO

ÁFRICA DO SUL

CÂNCER DE PELE

CONSERVAÇÃO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>