Ativistas pelos direitos animais compram leoa que vivia como animal doméstico


Domesticar animais selvagens, como tigres e leões,tem sido uma prática comum nos últimos anos ao redor do mundo, apesar de cruel, perigosa e, muitas vezes, ilegal.

Por status, prazer ou por dinheiro, os humanos capturam animais de seu habitat natural e os aprisionam em casa, apartamentos ou zoológicos.

Foto: Vkontakte / Veles_spb

Foi o que aconteceu com uma leoa em São Petersburgo. A felina, chamada Simona, foi comprada legalmente por Alexander Vasyukovich, um ex-participante de um reality show da Rússia e mantida em um pequeno apartamento.

Em uma entrevista a uma mídia local, após o animal ter sido visto passeando em uma rua coberta de neve durante o fim de semana.

Foto: Vkontakte / Veles_spb

Ativistas pelos direitos animais souberam do caso e compraram a leoa, de 7 meses, para impedir que ela fosse levada e escravizada por um zoológico.

Veles, uma organização privada para tratamento, reabilitação e quarentena de animais selvagens anunciou em sua mídia social que comprou Simona, na última terça-feira,  depois de levantar fundos em uma campanha de crowdfunding. As informações são do The Moscow Times.

Vídeos postados em uma página de mídia social russa mostraram a leoa interagindo com seus novos donos.

“Temos outra leoa, achamos que elas se tornarão amigas”, disseram  os ativistas de Veles ao tablóide Komsomolskaya Pravda.

Eles disseram também que o animal precisa de uma cirurgia e está sofrendo de raquitismo, um distúrbio caracterizado por ossos fracos causados ​​por deficiência de vitamina.

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESMATAMENTO

BARBÁRIE

PRESSÃO INTERNACIONAL

INVOLUÇÃO

UNIÃO

PREVENÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>