Início Notícias Homem que golpeou cão no México pode ter sido assassinado a facadas

Homem que golpeou cão no México pode ter sido assassinado a facadas

Reprodução
Reprodução

O homem que aparece em um vídeo golpeando um cão com uma facada em um bar foi encontrado morto com mais de 50 facadas no porta malas de um veículo, na cidade mexicana de Piedras Negras, a mesma onde os maus-tratos ao cão foram filmados, segundo informações do blog brasileiro O Congresso.

Identificado como Gerardo Herrera (36), o agressor supostamente chegou a ser preso no dia 08 de janeiro, mas foi liberado após pagamento de fiança. Durante o depoimento ele teria confessado o crime e afirmado que atacou o animal porque o cão derrubou uma de suas cervejas.

Infelizmente, não conseguimos checar a veracidade do fato e nem as datas das ocorrências. O fato foi pouco explorado pela mídia mexicana e latina e é possível que seja um boato. A maior parte das informações, aparentemente, estão concentradas em blogs brasileiros e nas redes sociais Facebook e WhatsApp.

Entramos em contato com o departamento de polícia de Piedras Negras, mas até o fechamento desta matéria não obtivemos resposta. Nenhuma ONG de proteção animal do México emitiu posicionamento sobre o caso. Até o momento não há informações sobre o que aconteceu com o cãozinho.

Informação está concentrada em sites brasileiros e pode ser um boato | Foto: Reprodução

Entenda o caso

Imagens que mostram um homem atacando brutalmente um cãozinho a facadas em um bar viralizaram nas redes sociais essa semana e impressionam pela crueldade e psicopatia do agressor. O vídeo foi gravado na cidade de Piedras Negras, no México, supostamente no início desse ano.

O homem se aproxima do animal e finge que fará carinho, mas em seguida o esfaqueia brutalmente. O animal chora em agonia. Outro cão que presenciou os maus-tratos foge em desespero temendo ser agredido. Após atacar o cachorro, o agressor retorna ao bar e toma uma bebida.

A frieza e crueza do homem impressionam. Atualmente, apenas a Cidade do México, capital do país, possui um rascunho de legislação avançada para crime de maus-tratos. Lá, crimes contra animais podem dar pena de até seis anos de detenção, além de multa.

A apresentadora vegana Xuxa usou seu perfil no Instagram para compartilhar o vídeo e manifestar seu repúdio contra as cenas. “Esse monstro como muitos que batem em velhos, mulheres, crianças e tantos bichos ainda são protegidos pelos direitos humanos…. que humano é esse?”, diz a postagem que já conta com mais de 300 mil visualizações.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui