Colônias veganas devem existir em Marte em até 10 anos, diz CEO da Tesla Motors


Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX, acredita que devem existir colônias de humanos habitando Marte em menos de 10 anos. Segundo ele, há grandes chances desses indivíduos seguirem uma dieta vegana no planeta.

O empresário já mencionou a possibilidade de vida humana em Marte em várias ocasiões. Em novembro, ele respondeu em seu Twitter que o primeiro grupo de pessoas a colonizar o planeta vermelho deve sair da Terra entre 7 e 10 anos. A tripulação deve conter engenheiros, artistas e “criadores de todos os tipos”, já que existem “muitas coisas a serem construídas”.

Vida em Marte

Musk já comentou também que 80 mil pessoas viveriam em uma cidade feita com tecnologia sustentável no planeta. “Quando ele diz sustentável, ele também fala sobre a dieta dos habitantes. Seria o vegetarianismo ou veganismo, que significa nenhum produto de origem animal”, apontou o Digital Journal.

Foto: wikimedia commons

O empresário afirmou ao site space.com que defende a liberdade de escolha. No entanto, ele acredita na possibilidade dos colonizadores de Marte terem uma dieta em que predominam os vegetais. Isso “por conta da energia e do espaço necessário para manter uma fazenda de animais”, defende.

Posição da PETA

Ingrid E. Newkirk, presidenta da People for the Ethical Treatment of Animals (PETA), também destacou os benefícios da dieta vegana para a saúde. “Se a ideia de Elon Musk para uma colônia em Marte se tornar realidade, a última coisa que as pessoas vão precisar são as doenças e a destruição que resultam do consumo de animais”, defendeu Newkirk.

 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>