Caça a veados causa revolta em ativistas pelos direitos animais


A matança de dezenas de veados no Parque Fênix, em Dublin, antes da temporada de acasalamento, provocou revolta entre os ativistas pelos direitos animais.

Foto: PA

Segundo o Independent IE, cerca de 34 dos 550 veados que vivem no parque de Dublin foram baleados, na última quarta-feira, em uma tentativa de controlar sua população.

No entanto, ativistas do grupo da Aliança pelos Direitos Animais (AFAR) ficaram revoltados maneira pela qual os animais foram mortos, com um porta-voz descrevendo a matança como como “desumana”.

“Nós conversamos com as pessoas que estavam no parque  e elas ficaram horrorizadas”, disse Bernie Wright, da AFAR.

“Eles estavam dizendo que os animais estavam sendo alvejados de longe e então, quando estavam caídos, eles vieram para acabar com eles.

“Isso aconteceu no ano passado também, mas não tínhamos percebido o quanto é brutal”, acrescentou.

Um porta-voz do Escritório de Obras Públicas, que supervisiona a administração do parque, disse que cerca de 20 a 30 veados foram mortos durante cada ação usando “boas práticas, levando em consideração o bem-estar dos veados”.

Eles acrescentaram: “Uma população de cervos super-abundantes pode resultar em uma incidência crescente de acidentes de trânsito e aumentar o papel potencial dos veados na epidemiologia de doenças específicas”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

EDUCAÇÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

COMPORTAMENTO

BENEFÍCIOS

CRUELDADE

SENCIÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>