Bombeiros instalam comedouro e bebedouro para alimentar animais


O 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros da Base do Coxipó (MT), instalou na manhã de quinta-feira (3), um comedouro e um bebedouro para alimentar os animais em situação de rua que transitam pela região. A iniciativa foi de um grupo de cinco militares que decidiram fazer uma “vaquinha” para comprar os materiais para a fabricação e instalação do comedouro, além de arcar com as despesas com ração.

(Foto: Reprodução / Olhar Direto)

O soldado do Corpo de Bombeiros Jefferson Alves contou ao Olhar Direto que ele e os outros militares sempre se sensibilizaram com a situação de vulnerabilidade desses animais e que, a princípio, eles alimentavam os animais com a comida que sobrava do almoço. “A gente dava a comida para eles porque eles ficam na rua passando fome, correndo risco, mesmo sabendo que o ideal é dar ração nós ajudávamos como podíamos”, lembra.

O grupo então teve a ideia de construir o comedouro e instalar na frente do batalhão. “Fizemos uma vaquinha, compramos os canos PVC e um pouco de ração e instalamos. As vezes nós estávamos em alguma ocorrência e não tinha ninguém aqui para alimentá-los, com o comedouro eles não precisam que alguém venha dar comida para eles”, ressaltou.

Sobre levar a iniciativa para outros batalhões, o soldado afirma que “é possível sim, mas precisamos de parceiros para isso, pois trabalhamos nessa unidade e aqui conseguimos cuidar e dar a manutenção devida, teria que ter pessoas com o mesmo intuito nos outros batalhões”.

As despesas com a compra de ração tendem a aumentar conforme os animais forem se alimentando no local, por isso, o soldado pede para que as pessoas que quiserem e puderem doar, entrem em contato com o batalhão porque eles precisam de ajuda para continuar alimentando os animais.

(Foto: Reprodução / Olhar Direto)

“Se as pessoas puderem ajudar seria ótimo porque a gente vai juntando dinheiro como pode, mas alguns recebem o salário e já tem os seus compromissos, então não é sempre que conseguimos juntar de todo mundo”, explica.

O oficial contou ainda que cerca de 14 cães e quatro gatos vão ao batalhão todos os dias em busca de alimento e que um dos gatos acabou sendo adotado por eles. “Adotamos um gato que estava sempre por aqui, demos a ele o nome de Bravo 8. Uma vez ele ficou doente e precisou ser levado ao veterinário, os homens da corporação fizeram uma vaquinha e conseguimos pagar as despesas do tratamento dele”, lembra.

O oficial conta ainda que algumas pessoas acabam se interessando em adotar os animais. “Outro dia um dos oficiais postou uma foto com um dos cães que se alimentam aqui e uma conhecida dele pediu para segurar ele que ela viria busca-lo, não temos como publicar fotos, até porque os animais não ficam alojados aqui, eles comem e vão embora, mas havendo interesse em adotar a gente dá um jeito de ajudar”.

Para ajudar no projeto basta entrar em contato pelo número (65) 99259-8505 e falar com o soldado Jefferson ou pelo (65) 3637-4523.

Fonte: Olhar Direto


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INSPIRAÇÃO

DENÚNCIA

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

RETROCESSO

RESPONSABILIDADE

SOLIDARIEDADE

MISSÃO

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>