Austrália do Sul

Ativistas tentam cancelar a temporada de caça de patos e codornas 2019

A temporada de caça ao pato da safra 2019 será de 16 de março a 30 de junho e a de codornas de 16 de fevereiro a 31 de agosto.

Divulgação
Divulgação

A RSPCA se uniu a outros grupos de bem-estar animal e pediu, por escrito, ao ministro do Meio Ambiente, David Spiers, o fim da caça recreativa de aves nativas por causa da crueldade contra os animais.

“Há evidências irrefutáveis ​​do inevitável ferimento nos patos devido ao uso de espingardas”, disse Rebekah Eyers, defensora do bem-estar animal da RSPCA.

“Balas de espingarda espalham-se em um padrão aleatório, tornando impossível garantir uma morte, mesmo que esse seja o objetivo.”

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

A temporada de caça ao pato 2019 será de 16 de março a 30 de junho e a de codornas de 16 de fevereiro a 31 de agosto.

Os atiradores poderão levar oito patos e 15 codornas por dia, números que, segundo o governo, refletem as condições ambientais atuais e o número de aves de caça.

Infelizmente a iniciativa não poderá impedir totalmente a caça a estes animais devido a legalidade da prática, mas diminuirá o número e o  impacto provocados pela ação sem limites.

“A decisão de restringir a temporada de 2019 ainda permitirá aos caçadores aproveitar uma boa temporada, mas também gerenciar de forma sustentável as populações para o futuro”, disse Spiers.

Mas grupos de bem-estar animal também disseram que a temporada de caça seria conduzida em um momento de declínio no número de aves aquáticas no leste e sul da Austrália e no severo impacto da seca sobre as áreas úmidas.

O vice-presidente da Birds SA, Jeff Groves, disse que também é provável que pássaros protegidos sejam mortos a tiros.

“A realidade é que espécies não-alvo, incluindo algumas classificadas como ameaçadas de extinção, são inevitavelmente baleadas”, disse Groves.

Caçadores de patos e codornas no sul da Austrália devem possuir uma licença válida para uso de armas e uma licença e devem passar por um teste de identificação de aves aquáticas.

A lagoa de Bool, no sudeste da África do Sul, será fechada aos caçadores, e o pato-colhereiro-de-asa-azul será excluído da caça devido a preocupações constantes sobre o número destas aves.