Crueldade animal é denominador comum entre assassinos e estupradores


Estatísticas do Ministério da Justiça dos Estados Unidos revelam que 13 assassinos, 22 estupradores infantis e 99 pessoas culpadas de abuso infantil foram condenados ou advertidos pela primeira vez na infância por crueldade contra animais.

uma criança segurando uma placa de identificação. seu nome é Jon Venables. o menino cometeu crimes de crueldade contra animais.
Foto: The Sun

As estatísticas do tribunal mostram uma ligação clara entre criminosos que começaram torturando e matando animais, antes de cometer crimes horrendos contra humanos.

A contagem, cobrindo os últimos 10 anos, também inclui 210 criminosos sexuais, 1,581 condenados por atacarem violentamente outras pessoas e 78 considerados culpados de abusar sexualmente de mulheres ou meninas.

Assim como os crimes de violência, havia também 569 acusações de porte de arma, 268 crimes de vandalismo e de incêndio e 179 crimes de roubo cometidos por esses infratores com crimes de crueldade contra animais em seu passado.

Os criminosos que mataram animais antes de se tornarem assassinos incluem o pistoleiro Dunblane Thomas Hamilton, e os assassinos Ian Brady, Robert Thompson e Jon Venables.

Especialistas acreditam que os criminosos que começam matando ou torturando animais na infância, frequentemente passam a realizar ataques similares a humanos. Pessoas que apresentam desejo de maltratar, torturar, ou mesmo sentem prazer ao ver o sofrimento de um animal, têm sem dúvida, um potencial psicopata.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PAUTA EMERGENCIAL

SOLIDARIEDADE

GESTO DE AMOR

TAILÂNDIA

ESTUPIDEZ HUMANA

POLUIÇÃO

AUSTRÁLIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>