Ativistas são acusados de roubo e crueldade após regatarem animais em uma fazenda na Austrália


Ativistas de direitos dos animais invadiram uma fazenda familiar e colocaram cabras e um cordeiro na traseira de um Jeep Grand Cherokee.
Um grupo de 50 manifestantes invadiu o Gippy Goat Cafe em Yarragon, no sudoeste de Melbourne.

Ativistas veganos de defesa dos direitos dos animais invadiram uma fazenda de propriedade familiar e colocaram cabras e um cordeiro na traseira Jeep Grand Cherokee, aparentemente, para libertá-los da escravidão.

O grupo de 50 manifestantes invadiu o Gippy Goat Cafe em Yarragon, sudeste de Melbourne , no início da manhã da última sexta-feira.

Agora, após a ação, eles podem ser acusados de roubo e crueldade contra animais e terão que devolver as três cabras e um cordeiro aos seus legítimos tutores.

Imagens de segurança e vídeos feitos pelos próprios ativistas mostraram duas mulheres subindo em uma cerca de madeira para pegar um cordeiro enquanto cabras assustadas no recinto corriam para dentro para se proteger.

Imagens de segurança e vídeos feitos pelos próprios ativistas mostraram duas mulheres subindo em uma cerca de madeira para pegar um cordeiro enquanto cabras assustadas no recinto corriam para dentro para protegê-lo.

O cordeiro pego por cima da cerca e colocado na parte de trás do jipe ​​antes de um bode preto também ser posto no veículo. Os ativistas vestiam roupas pretas e se aglomeraram ao redor do curral.

Segundo o Daily Mail, a ativista Joanne Lee divulgou um comunicado declarando que ela se opunha à agricultura por completo e também postou um vídeo de uma cabra da fazenda mancando para justificar sequestrar o gado e libertá-los.

“Não estamos pedindo por gaiolas maiores ou melhores condições”, disse ela. “Estamos exigindo o fim da mercantilização dos animais. Eles não existem para uso humano.”

O cordeiro foi então levado por cima da cerca e colocado na parte de trás do jipe ​​antes de um bode preto também foi empurrado para o porta-malas do SUV.

O sargento da polícia de Victoria, Dean Waddell, disse à WIN News na sexta-feira que os ativistas pelos direitos dos animais podem enfrentar acusações de roubo e crueldade contra animais.

Um porta-voz da polícia ao Daily Mail Austrália que até a manhã de terça-feira, ninguém ainda havia sido acusado formalmente.

Joanne Lee divulgou uma declaração declarando que ela se opunha à agricultura completamente.

De acordo com o WIN News, o gerente da fazenda, Paul Cornelissen, disse que o sequestro das cabras privou dois filhotes do leite materno e ficou sem palavras.

“É muito difícil explicar”, disse ele. Nós temos que alimentá-los com mamadeiras”.

O gerente da fazenda, Paul Cornelissen, disse à WIN News que o sequestro das cabras privou dois filhotes de leite materno.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PRESERVAÇÃO

DESESPERO

CONSOLO

CALIFÓRNIA

ANGÚSTIA

COMPANHIA

VIOLÊNCIA INJUSTIFICADA

ASSASSINATO BRUTAL

EXEMPLO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>