Mais de 100 animais são salvos de uma fazenda na Pensilvânia, EUA


A Pennsylvania Society for the Prevention of Cruelty to Animals (PSPCA), EUA, executou um mandado de busca na terça-feira, 18, em uma fazenda na cidade de Aaronsburg, resultando em 47 acusações criminais e no resgate de 118 animais.

Uma alpaca resgatada
Foto: PSPCA

De acordo com a PSPCA, 30 galinhas, 22 ovelhas, 17 cabras, 12 patos, 11 gansos, sete cavalos, quatro burros, três porcos, quatro perus, quatro pavões, uma alpaca e mais outros animais foram removidos da fazenda por oficiais do governo. Jahjah Melhem era o proprietário do polêmico santuário de animais Heaven on Earth em Bethlehem Township, localizada no condado de Northampton.

A PSPCA investigou a fazenda, com base em dicas de moradores preocupados, em 27 de dezembro de 2017. Mais de 30 animais foram apreendidos, incluindo dois cães malamute-do-alasca, cobertos de feridas da cabeça aos pés, três cabras incapazes de se manterem sobre suas patas severamente machucadas, e muitos animais abaixo do peso.

Depois que Melhem concordou em entregar a custódia de centenas de animais em um acordo de confissão, os animais, que deveriam ser transferidos para uma fazenda em Nova York, acabaram na nova fazenda de Melhem, no Condado de Centre.

“Depois de visitar as muitas propriedades da Melhem no ano passado, a única constante tem sido a preocupação com o bem-estar dos animais sob seus cuidados”, disse Nicole Wilson, Diretora de Aplicação de Leis Humanitárias do PSPCA.

“Quando executamos um mandado de busca em Northampton em dezembro de 2017, sabíamos que a batalha para salvar esses animais seria longa. Um ano depois, ainda está em andamento, mas até que todos os animais estejam seguros, nossos esforços humanitários para a aplicação da lei não cessarão.”

O mandado de busca nessa terça-feira, 18, foi executado por causa da preocupação com o bem-estar dos animais, que estavam sendo abrigados do agora extinto “Heaven on Earth Rescue”, devido ao grande número de violações de uma ordem judicial existente. Um juiz ordenou em agosto que Melhem reduzisse a quantidade de animais para menos de 100 e fornecesse à PSPCA direitos de inspeção.

A PSPCA, de acordo com um comunicado, apresentou 47 acusações criminais, incluindo dois crimes, contra Melhem. Ele foi denunciado na terça-feira, 18, perante a juíza distrital do condado de Northampton, Patricia Broscius, e libertado sob uma fiança de 5 mil dólares. A investigação não foi encerrada, e os crimes foram relacionados à morte de um gato e de uma cabra.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INSPIRAÇÃO

DENÚNCIA

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

RETROCESSO

RESPONSABILIDADE

SOLIDARIEDADE

MISSÃO

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>