Ativistas são chamados de hipócritas após invadirem mercado no Reino Unido


Ashti, Ella e Dylan estavam entre os 18 membros do grupo de campanha vegana Direct Action Everywhere (DxE) que formaram uma corrente humana em torno do corredor de carne de um Brighton Waitrose, no último domingo.

Segundo o Daily Mail, eles carregavam placas manchadas de sangue, flores para os animais mortos e cartazes dizendo: “É violência não comida”

18 ativistas vegans formaram uma corrente humana no corredor de carne de uma loja Waitrose em Brighton em protesto contra a morte de perus no Natal.

As três ativistas conversaram ontem com Piers Morgan, no Good Morning Britain, em um debate sobre o veganismo militante e se recusaram a responder se seus pais comem carne.

Quando finalmente admitiram que alguns de seus pais não são veganos como elas, o apresentador do GMB afirmou que elas deveriam protestar contra seus pais – em vez de “aterrorizar os idosos nos supermercados”.

Ativistas vegans e membros do grupo ‘militante’ Ação Direta em Toda Parte que invadiu um Waitrose em Brighton para protestar contra o consumo de carne, Ashti, Ella e Dylan apareceram no Good Morning Britain para falar sobre o veganismo

Piers perguntou-lhes: “As suas famílias comem carne?”, uma respondeu: “Isso é irrelevante”.

Outra disse: “Acho que não é importante …”, mas Piers interrompeu-a, perguntando-lhe novamente: “Algum de seus pais come carne?”

Uma das mulheres respondeu, confusa: “Minha mãe não … Mudanças estão acontecendo”.

Piers insistiu em sua linha de questionamento, dizendo: ‘Há um ponto para a questão”.

– Meu ponto de vista é se os membros da sua família comem carne, por que você não está entrando em seus quartos quando comem seus perus de Natal e protestam contra suas próprias famílias?

Um ativista argumentou: “Os veganos têm essas conversas com suas famílias e amigos. Mas o que esses animais estão enfrentando é a injustiça”.

Um dos outros membros da Direction Action Everywhere que participaram do protesto Waitrose é a filha de um rico vendedor de carne.

A sra. Morgan Kayleigh Giampaolo é filha do empresário americano David Giampaolo, que dirige a Pi Capital e é presidente da Gousto, onde os clientes podem comprar carne, salsicha e carneiro.

Morgan estava entre os que invadiram a churrascaria Touro, em Brighton, em outro protesto, tocando sons de animais sendo massacrados, no início de dezembro.

As  três ativistas participaram do programa com a estrela vegana do Aprendiz, Kayode Damali, que defendeu suas ações no início da semana.

Ele também enfrentou Piers, que argumentou que matar insetos durante o cultivo de trigo para fazer pão é o mesmo que matar animais para comê-los como carne.

O apresentador perguntou: ‘Você come pão? Você está ciente de como o pão é feito, as culturas de trigo e tudo mais? Você está ciente de que literalmente bilhões de pequenos insetos são mortos?

“Porque para mim há uma hipocrisia no coração disso. Esse carinha aqui, seus companheiros e sua família, todos eles são abatidos para que você possa comer o seu pão”.

“Há todos esses belos pequenos insetos, ratos, todas essas outras pequenas criaturas, eles são destruídos na produção de trigo para que você coma seu pão.

– Então me diga a diferença ideologicamente entre eu comer um peru de Natal e você comer pão, o que você sabe que envolve a matança de milhões de criaturas jovens?

O candidato do aprendiz, Kayode, tentou responder, mas Piers pediu que “se acalmasse” e “não é o seu programa”.

 

Ashti, Ella e Dylan da Direct Action Everywhere à esquerda,  Piers Morgan e Susanna Reid e a estrela do Aprendiz Kayode Damali e Dominika Piasecka da Vegan Society.

Quando ele teve a chance de responder, argumentou: “Aprecio sua opinião sobre os insetos serem mortos, mas o que precisamos entender é a intenção por trás disso”.

Ninguém tem a intenção de matar esses insetos para comermos pão.

“No entanto, quando você come um bife ou qualquer outra coisa, a intenção é muito lá. Você está deliberadamente matando esse animal”.

Piers respondeu: “Quando você come seu pão, sabe que envolve o abate de animais”.

Mas Kayode insistiu: “Se nós, como veganos, estivéssemos tão preocupados em matar insetos, não sairíamos de casa porque teríamos muito medo de pisar em uma formiga. Eu poderia estar sentado em formigas agora. Há certas coisas que não podemos ajudar.

Em uma troca bizarra, Piers então disse que os seres humanos estão fazendo “o mesmo que os animais na selva” ao comer carne em uma tentativa de sobreviver.

Mas Kayode voltou respondeu: “Se você está comparando pessoas a animais – e daí, patos estupram outros patos, você está sugerindo que é o que devemos fazer também? De modo nenhum”.

Você não pode comparar todos os aspectos do comportamento animal com o comportamento humano.

Dominika Piasecka, da Vegan Society, também esteve no programa esta manhã.

Ela acredita que o protesto da Direct Action Everywhere não foi a melhor maneira de promover o veganismo.

Ela disse: ‘Eu entendo a dor deles, mas acho que existem maneiras mais eficazes de espalhar a mensagem vegana.

“Eu acho que todos essas pessoas tem seus corações no lugar certo. Mas acho que temos que ter em mente como vocês, os não-veganos, nos percebem”.

Seu protesto na Waitrose, que ocorreu na tarde de 16 de dezembro, provocou ligações para a polícia mas nenhuma prisão foi feita.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>