Maus-tratos: ativistas denunciam corte de asas de flamingos no Caribe


Ativistas denunciam que as asas de flamingos rosas são cortadas para impedir que as aves voam e saiam da Renaissance Island, uma ilha no Caribe. O corte de asas, segundo os defensores de animais, é feito com o intuito de manter os animais na ilha para explorá-los para entretenimento humano, atraindo turistas.

(Foto: Alamy / Jornal The Sun)

O fato dos flamingos não voarem já tem gerado desconfiança em alguns turistas. Isso porque a espécie é migratória, o que garante que, num comportamento normal, os flamingos não permaneceriam na ilha o tempo todo, sem se deslocarem. As informações são do portal GreenMe.

Os ativistas recomendam aos turistas que optem por fazer turismo na ilha caribenha de Bonaire, onde os flamingos selvagens vivem livres. No site TripAdvisor, o usuário JohhnyTram comentou que os “flamingos vagueiam livremente em Bonaire e você pode dirigir pela estrada da praia e ver centenas deles em um habitat natural”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

EDUCAÇÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

COMPORTAMENTO

BENEFÍCIOS

CRUELDADE

SENCIÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>