Zoo continua aprisionando elefante que perdeu seu único companheiro

Bruna Araujo
December 12, 2018

O Zoológico de Joanesburgo continua a se recusar a libertar o último elefante africano do estabelecimento, que perdeu o seu único companheiro recentemente.

Lammie, a elefante de 39 anos que nasceu no zoológico, perdeu seu parceiro em setembro.

Defensores dos animais defenderam desde então que ela deveria ser mandada para um santuário maior para não passar seus últimos anos sozinha.

Em Joanesburgo, Lammie viveu por 17 anos com Kinkel, um elefante macho de 35 anos que foi tirado da natureza depois que sua tromba ficou presa em uma armadilha, no ano 2000.

Segundo o zoológico, ela se recusou a comer na época da morte de seu parceiro e no dia anterior do acontecimento, ela foi vista tentando ajudá-lo a se levantar.

Lammie, a única elefante no zoológico de Joanesburgo, olha através do portão de seu recinto (Foto: AP Photo/Denis Farrell)

“Agora que Lammie perdeu seu companheiro, ela precisa desesperadamente de uma existência mais feliz e a chance de viver seus anos com outros elefantes”, disse Audrey Delsink, diretora de vida selvagem da Humane Society International da África.

Ela disse que muitos zoológicos em todo o mundo reconheceram os “desafios de bem-estar animal” de confinar um animal tão complexo, e que um santuário já estaria pronto para receber Lammie.

Mesmo com todos os pedidos, o Zoológico de Joanesburgo ainda não cedeu em libertar o animal e afirmou que pretende encontrar outro elefante para se juntar a Lammie.

Os elefantes, os maiores mamíferos terrestres do mundo, são conhecidos pela inteligência, fortes laços sociais e até pela capacidade de sofrer.

Defendendo a libertação da elefante do zoo, Michele Pickover, diretora da EMS Foundation, disse que “ninguém aprende nada” ao ver um “elefante atormentado” em um recinto e que assistir a um documentário sobre elefantes seria mais educativo.

A NSPCA da África do Sul também apelou pelo fim do “ciclo infinito e redundante de condenar continuamente os elefantes ao cativeiro por muitos anos”.

Lammie é um elefante cuja espécie é conhecido pela inteligência, fortes laços sociais e até pela capacidade de sofrer (Foto: AP Photo/Denis Farrell)

O caso de Lammie não é exclusivo. Happy, um elefante asiático que mora no Zoológico do Bronx em Nova York desde 1977, está a mais de uma década vivendo solitário sem outro elefante no mesmo recinto.

Ativistas dizem que Happy deve ser transferido para um santuário com outros elefantes, mas o zoológico também se recusou a deixá-lo ir.


Você viu?

Em busca de companhias,

Fonte: g1.globo.com Uma das

Pixabay Aproximadamente 50 ativistas

Grupo de guardas ambientais

Foto: Reprodução Youtube /

Reprodução/Instagram/@osindefesos Três cachorros tiveram

The Dodo Onyx e

Foto: Reprodução/GRAD A destruição

Foto: Pixabay A tradição

Notícias | Você é o repórter | Histórias felizes | De olho no planeta


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"cf6ff":{"name":"Main Color","parent":-1},"73c8d":{"name":"Dark Accent","parent":"cf6ff"}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"cf6ff":{"val":"rgb(243, 243, 243)","hsl":{"h":0,"s":0.01,"l":0.95}},"73c8d":{"val":"rgb(217, 216, 216)","hsl_parent_dependency":{"h":1,"l":0.85,"s":-0.05}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
OK
>