Patrulha animal salva 46 animais em pouco mais de dois meses em SP


A Patrulha de Defesa Animal, da Subsecretaria de Defesa dos Animais do Estado de São Paulo (SEDA), recebeu 2.935 chamadas e realizou o resgate de 46 animais, sendo 39 cachorros e 7 gatos, desde que o serviço foi inaugurado pela Casa Militar, em 1º de outubro. As denúncias são feitas pela população através do disque maus-tratos pelo número 0800 6006428.

(Foto: Patrulha de Defesa Animal)

O serviço atende 39 cidades da Grande São Paulo, sendo elas Caieiras, Cajamar, Francisco Morato, Franco da Rocha, Mairiporã, Arujá, Biritiba-Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel, Suzano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Cotia, Embu das Artes, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra, Taboão da Serra, Vargem Grande Paulista, Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana de Parnaíba. Uma população de cerca de 21,5 milhões de pessoas tem acesso ao trabalho realizado pela SEDA.

“Das 2.935 ligações telefônicas que passaram pelo crivo dos atendentes, 815 foram atendidas com o emprego da viatura da Patrulha Animal e de ambulância médico-veterinária. Ressaltamos que, do total das denúncias recebidas, 1.949 (66% dos casos) foram resolvidas pelo telefone por se tratar de ocorrências que envolviam outros animais, brigas de vizinho ou cães e gatos abandonados, cuja competência é de outros órgãos, sendo encaminhadas pela supervisão do atendimento ou orientado o solicitante”, explicou um policial que faz o atendimento na subsecretaria.

O serviço da Patrulha de Defesa Animal é destinado a cachorros e gatos vítimas de maus-tratos. “Os policias militares, com o respaldo técnico do médico-veterinário que acompanha o atendimento e emite o laudo de constatação dos maus-tratos, elaboram o Termo Circunstanciado de Ocorrência, por se tratar de crime de menor potencial ofensivo e resgatam cautelarmente o animal para salvaguardar sua vida, sem prejuízo das demais providências de ordem administrativa, tais como saúde pública, assistência social, infrações ambientais e outros crimes”, contou o policial.

(Foto: Patrulha de Defesa Animal)

Os animais recebem atendimento veterinário ainda no local da denúncia, são microchipados e encaminhados para a clínica veterinária contratada. Após doação do animal por parte do agressor ou liberação judicial, o cachorro ou gato resgatado é levado para eventos de adoção.

A SEDA realiza as ações de resgate em parceria com o Grupo Especial de Combate aos Crimes Ambientais e de Parcelamento Irregular do Solo Urbano (GECAP). Os Termos Circunstanciados são recebidos e distribuídos às circunscrições pela Drª Vania Tuglio, promotora de Justiça – apoiadora e incentivadora da patrulha.

Os municípios que lideram o número de resgates são: São Paulo, com 24 cães e 4 gatos resgatados, Mogi das Cruzes, com o resgate de 8 cachorros e 3 gatos, e Taboão da Serra, com 6 cães salvos.

“Os cães chegam no abrigo num estado lastimável, desidratados, psicologicamente abalados, necessitando de cuidados intensivos imediatos, fora aqueles que sofrem agressões físicas, apresentando lesões variadas”, comentou o médico veterinário da Subsecretaria, Dr. Kenji Narahara.

(Foto: Patrulha de Defesa Animal)

“Com relação às denúncias, ainda que divulgamos o atendimento do disque denúncia 0800 600 6428 nas nossas redes sociais, a população ainda não conhece esse serviço, por ser muito novo. A expectativa é de que ocorra um aumento da procura com o passar do tempo e com a divulgação de nosso trabalho. A atuação da SEDA é inovadora, um serviço especialmente voltado para os maus-tratos e inédito no país. Nossa intenção é expandir para todo o estado, estamos aperfeiçoando nossas ações nesse primeiro projeto-piloto na Grande São Paulo”, disse a Tenente Coronel Daniella Breches, Subsecretária de Defesa dos Animais do Estado de São Paulo.

A promotora Vânia Tuglio lembrou ainda que, além da crueldade existente nos maus-tratos a animais, esses casos também representam um significativo sinal de alerta no que se refere a casos de violência familiar. “Quem cuida dos animais, cuida também do ser humano, quem cuida dos animais está fazendo também Segurança Pública”, afirmou a promotora durante evento da Casa Militar no Palácio dos Bandeirantes.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE

ACOLHIMENTO

EFICIÊNCIA

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL

DOÇURA

AÇÃO HUMANA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>