Comemoração e inspiração

“O mundo vegano está chegando”: jovem ativista publica artigo sobre o Dia Mundial do Veganismo

"Um dia, a maioria estará certa. Um dia, a maioria será vegana", afirma a ativista de 12 anos Aiyana Goodfellow

Ativista celebra o Dia Mundial Vegano e convoca leitores á se tornarem ativistas e ativos na causa (Foto: Plant Based News)

O Dia Mundial do Veganismo é comemorado no dia 1º de novembro há 24 anos. Para sua comemoração, a ativista Aiyana Goodfellow escreveu um artigo publicado no site Plant Based News, contando um pouco sua experiência e afirmando que o mundo vegano está chegando:

“É o Dia Mundial Vegano! Você sabia que ele existia? Bem, tem 24 anos e eu já tive o prazer de conhecer e conversar com Louise Wallis, ativista, ex-dona de restaurante em Karamel N22, e presidente da The Vegan Society quando ela fundou este dia de comemoração, em 1994.

E devemos celebrar porque, de acordo com o The Telegraph, o número de veganos, apenas em GB, aumentou em 360% em 10 anos, de 2006 a 2016, e nos últimos dois anos o veganismo se tornou mais popular do que nunca.

Essa maior exposição é em parte por causa dos esforços de ativistas dos direitos animais que gastam seu tempo livre promovendo o antiesporismo; nas ruas, online e com familiares e amigos. O que significa que mais e mais pessoas se conscientizaram de novas informações e verdades que, por tanto tempo, foram escondidas pelas indústrias que usam animais.

Vi isso em primeira mão quando participei de eventos de ativismo e, nos últimos 18 meses, encontrei muitos veganos, pessoas com conhecimento sobre o veganismo ou amigos e familiares veganos.

Este não foi o caso há alguns anos, quando a maioria das pessoas nem sequer tinha ouvido falar a palavra “vegano”. Tanta coisa mudou em tão pouco tempo, por causa de apenas algumas pessoas dedicadas e compassivas.

Desde janeiro de 2014, mais de 250 mil pessoas em todo o mundo se inscreveram para o Veganuary, um site que apóia indivíduos que adotam uma dieta baseada em vegetais por 31 dias.

Isso nos mostra o enorme impacto que o ativismo está tendo e como o veganismo está crescendo rapidamente. Isso é maravilhoso, porque se queremos salvar a terra, prejudicar menos seres e ser mais saudável, ser vegano é essencial.

Ativista celebra o Dia Mundial Vegano e convoca leitores á se tornarem ativistas e ativos na causa (Foto: Plant Based News)

Podemos ver o crescimento global do veganismo em uma enorme variedade de áreas, incluindo alimentos; à medida que mais opções baseadas em vegetais enchem as prateleiras dos supermercados e os restaurantes criam cardápios veganos; moda, como mais estilistas abandonam couro, lã, pele, seda e penugem; celebridades, como o número de estrelas veganas está subindo; publicidade, com os exemplos das campanhas Oatly e Plenish, bem como a próxima campanha Surge em toda a TFL; e até política, pois há mais conversas no Parlamento sobre a proteção do meio ambiente e o impacto da carne e dos laticínios.

O público em geral também está abandonando o velho estereótipo negativo dos veganos e, como muitos na sociedade agora olham para as celebridades como inspirações de estilo de vida, mais pessoas desejam viver como celebridades veganas, incluindo Vênus e Serena Williams, Miley Cyrus, Jessica Chastain, Evanna Lynch, Joaquin Phoenix, Liam Hemsworth, Sia, Lucy Watson e David Haye, para citar apenas alguns!

Criar consciência vegana através do ativismo é a principal razão pela qual mais pessoas estão optando por comer uma dieta baseada em vegetais. No entanto, a maioria dos veganos que encontro não está ativa e não sabe como se tornar ativa.

Mas, assim como o veganismo está em ascensão, a diversidade de eventos e organizações de ativismo também está aumentando. Então, se quisermos fazer uma diferença em nossa vida, vamos ter que fazer mais, como Martin Luther King Jr disse: “Há um tempo em que o silêncio se transforma em traição”.

Pode ter havido uma época em que você mesmo fez ativismo e nem mesmo percebeu. Falar, compartilhar informações e coisas do gênero são todas formas de ativismo e são ótimas maneiras de aumentar sua confiança antes de ir para um evento de ativismo.

Se você é novo em ativismo ou tentou, mas não está tão interessado, há uma série de maneiras pelas quais você pode defender os animais. Pelo menos um deles serviria para você e, no caso improvável de não existir, basta criar o seu!

Você pode usar suas habilidades para fazer algo incrível para os animais. Uma boa coisa a fazer é jogar com os seus pontos fortes, porque, se você está fazendo algo que gosta, é mais provável que você o faça bem e com efeito. Qualquer coisa pode ser ativismo quando você está promovendo a Libertação Animal.

Só porque ainda existem muitos não-veganos nesta sociedade, isso não muda o fato de que o veganismo é a maneira mais amável e melhor de se viver. Como Leo Tolstoy disse: “Errado não deixa de ser errado, porque a participação majoritária nele.”

Então… Seja um rebelde. Seja vegano. Seja um ativista vegano. Um dia, a maioria estará certa. Um dia, a maioria será vegana.

Um mundo vegano: está chegando? Está chegando… porque nós faremos isso acontecer”.