Após cirurgia, cão que teve garganta cortada por antigo tutor é adotado


O cachorro Vitório, que teve a garganta cortada pelo antigo tutor, ganhou um novo lar em Serrana (SP). Ainda em fase de recuperação após enfrentar uma delicada cirurgia, o animal recebe carinho dos irmãos Júlio Cesar Rodrigues Ribeiro e Douglas Rodrigues Ribeiro, que decidiram adotá-lo depois de salvá-lo.

“É muito emocionante ver que ele se recuperou tão rápido e que ele está bem. Ele veio e só está trazendo alegria”, diz Júlio Cesar.

Foto: Fabio Junior/EPTV

A agressão contra o cachorro foi registrada na Polícia Civil. O suspeito é o auxiliar geral Adelson Oliveira da Silva, de 27 anos, investigado por abuso e crueldade contra animais. Ele chegou a ser preso, mas acabou liberado. A pena prevista é de um ano de detenção.

A reportagem da EPTV, afiliada da TV Globo, esteve na casa de Adelson, mas ele não foi localizado para comentar o assunto.

O crime foi descoberto há pouco mais de uma semana depois que o fotógrafo Douglas Rodrigues Ribeiro ouviu os gritos da vizinha e subiu no muro da casa para ver o que acontecia. Ele se deparou com o auxiliar geral com uma faca e o cachorro gravemente ferido no quintal.

O comerciante Júlio Cesar ouviu o apelo do irmão e saiu para chamar a polícia. Uma viatura passava pelo bairro e os policiais entraram na casa para verificar a denúncia.

Segundo os irmãos, o suspeito estava agressivo e a polícia informou que ele apresentava sinais de embriaguez. Na delegacia, Adelson alegou que decidiu matar o cachorro porque ele havia tentado morder o filho.

O cachorro foi levado a uma clínica veterinária, onde passou por uma cirurgia de emergência. De acordo com a médica veterinária Cintia Macedo Barros, o animal teve sorte porque estava com a coleira, que evitou um ferimento ainda mais grave.

“Ele teve a veia jugular perfurada, mas deu para pinçar e suturar. A traqueia dele foi rompida. Ele havia perdido muito sangue e precisamos fazer a reconstrução da musculatura e suturar a pele”, explicou a médica.

Foto: Fabio Junior/EPTV

Cintia deu um novo nome ao cachorro e o chamou de Vitório. Segundo ela, o cachorro tem problemas para enxergar e é muito dócil.

Comovidos com o drama de Vitório, os irmãos que o salvaram não pensaram duas vezes antes de levar o animal para casa depois que ele recebeu alta.

“É incrível, porque a gente viu ele quase morto e vê-lo recuperado, feliz, brincando, é emocionante. A gente até se surpreende. Na hora, todo mundo desacreditou, mas agora ele está melhor do que muito cachorro por aí”, diz Douglas.

Vitório ainda precisa de cuidados com o ferimento na garganta, mas já passeia com os novos tutores e se adaptou à casa.

“Nós ganhamos um parceiro e ele também ganhou. Está sendo uma companhia muito boa. Não dá nem para imaginar que isso está acontecendo”, afirma Júlio César.

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RECOMEÇO

CONSCIÊNCIA

DESAMPARO

COVARDIA

APOIO COLETIVO

CONSCIENTIZAÇÃO

MISSÃO

SÃO SEBASTIÃO (SP)

DEMANDA CRESCENTE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>