Artistas veganos participarão de reality show que obriga celebridades a viver na selva


Três artistas veganos participarão do programa “I’m A Celebrity, Get Me Out Of Here”.

Os músicos Fleur East, James McVey e o ator Sair Khan, que não consomem produtos de origem animal, desafiaram o reality show, que submete participantes à uma experiência de sobrevivência na selva.

De acordo com o The Sun, a participação dos artistas deixou os chefes de TV enfrentando uma “crise”.

Como parte do show, os competidores são forçados a passar por ‘Bushtucker Trials’, onde eles têm que comer partes de animais, incluindo testículos de canguru.

Holly Willoughby e Declan Donnelly apresentam o programa (Foto: ITV)

Uma fonte disse ao The Daily Star: “Pode ser um pouco complicado para os produtores se eles se recusarem a fazer os testes de Bushtucker”.

“Fleur já disse aos patrões que ela é estritamente vegana e não se aproxima de nenhum produto animal”.

Os três concorrentes não são os primeiros veganos a entrarem na selva: no ano passado, a comediante de stand-up vegana Shappi Khorsandi revelou que ela aderiu à dieta pouco antes do início do show.

Ela abandonou sua dieta baseada em vegetais para o show, o que a deixou doente.

“Eu consumia carne e estava fisicamente doente, passava mal cinco vezes em uma hora”, disse ela. “Foi horrível”.

Shappi Khorsandi, celebridade vegana, participou da outra edição do programa (Foto: ITV)

Ela revelou que, após se sentir mal, os produtores a ofereceram pequenas quantidades de comida vegana.

“I’m A Celebrity, Get Me Out Of Here” tem enfrentado críticas sobre a exploração de animais na produção. Várias petições foram feitas pedindo o fim do uso de animais no programa.

Em 2014, o especialista em vida selvagem Chris Packham, que está trabalhando para ser 100% vegano, escreveu uma carta aberta aos produtores do programa.

“Por favor, percebam que este cenário repugnantemente gratuito também causa um dano imenso ao estabelecimento de um respeito fundamental pela vida”.

“Todos os espectadores mais jovens, aqueles que estão prestes a herdar um planeta extremamente empobrecido, provavelmente sem tigres selvagens, rinocerontes, elefantes, estão sendo ensinados que matar coisas por simples ‘entretenimento’ exploratório é aceitável”.

“Sinto muito, mas isso é uma vergonha que eu imagino que nenhum de vocês vai querer levar para as suas sepulturas, porque garanto que seus netos não vão agradecer por isso”, ele escreveu.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HOMENAGEM

ESCRAVIDÃO

DADOS ALARMANTES

MAUS-TRATOS

DESMONTE AMBIENTAL

ZOOFILIA

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>