Projeto leva carinho e cuidados a animais abandonados em Manaus (AM)


A estudante de medicina veterinária Suzana Lanza, de 23 anos, decidiu iniciar um projeto para levar carinho, alimento e atendimento veterinário a animais abandonados após três cães tutelados por ela morrerem. O objetivo do “Panelão do Amor”, como foi nomeado o projeto, é sair pelos bairros de Manaus, no Amazonas, para ajudar os animais e minimizar o sofrimento deles.

“Na minha casa eu tinha sete cachorros, os mais velhos foram ficando doentes e esse ano, eu perdi três deles, o último faleceu tem pouco tempo. Durante esse período que eles estiveram doentes, eu tive que mudar a alimentação deles totalmente, tive que cessar a ração e comecei a fazer uma comida diferenciada; como faço veterinária, isso ficaria mais fácil”, diz. As informações são do portal A Crítica.

(Foto: Reprodução / A Crítica)

Para amenizar a própria dor, Suzana atendeu a um conselho dado por um amigo. “Quando eles se foram, ficou aquele vazio. Como estava sem saber o que fazer, um amigo me questionou: ‘Por que você não aproveita seus conhecimentos e experiência para alimentar os cachorros em situação de rua?’. Foi a partir daí que eu comecei a pensar no assunto”, complementa.

A estudante pretende por em prática o projeto no final deste mês como uma forma de homenagear Kiki, Dolly e Bob, os cães que morreram. “Penso no último dia desse mês. Ainda não temos locais certos mas um desses pontos em que queremos desenvolver a ação é no cemitério que fica no bairro Tarumã, lá temos o conhecimento de que há muitos animais”, explica. “Muitos animais não foram acostumados a comerem ração, eles cheiram e não sentem vontade de comer. Mas a comida que nós vamos proporcionar é um alimento limpo, cozido sem nenhum tipo de conservantes”, acrescenta.

Suzana lembra que o projeto inclui atendimento veterinário. “Infelizmente, não vamos ter como resgatar todos os animais em situação de rua, mas os que estiverem nas piores condições nós vamos oferecer acompanhamento veterinário. A veterinária vai com a gente e irá observar, avaliar o animal e, se ele estiver bem debilitado, vamos resgatar”, diz.

(Foto: Reprodução / A Crítica)

Para que o projeto funcione, no entanto, Suzana necessita de apoio, recebido da prima, Sukie Lanza. “A minha prima faz uns biscoitos, e eu pedi a ela que fizesse no formato de patinha. Peguei 50 biscoitos com ela e comecei a oferecer às pessoas. Ao invés de ficar pedindo dinheiro delas, nós vendemos os biscoitos e com o dinheiro arrecadado compraremos o material para fazer a comida, que é carne, frango, dentre outros”, explica. Além disso, porém, a estudante precisará da ajuda de voluntários. “Temos 18 pessoas, dentre tias e amigos, mas gostaríamos muito que as pessoas se disponibilizassem”, conta.

Cada biscoito, que tem o tamanho da palma de uma mão e é feito sem conservantes, custa R$ 4. Para comprá-los, é necessário fazer contato pelo telefone (92) 98408-8868 ou através do Instagram @panela.do.amor. “Quem quiser nos ajudar podem nos procurar nas redes sociais, que marcamos a entrega. É uma troca, o homem consome os biscoitos e ajuda um animal em situação de rua”, finaliza.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

VIDA NOVA

RIO DE JANEIRO

ALTERNATIVA VEGANA

GENEROSIDADE

REABILITAÇÃO

EMPATIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>