Tutores que exploraram cavalos em racha vão responder por crimes em liberdade


Os tutores dos cavalos explorados em um racha no km 65 da Rodovia Raposo Tavares, em Mairinque (SP), vão responder em liberdade pelos crimes de maus-tratos a animais e perigo à saúde.

(Foto: Reprodução / Facebook)

Os rapazes foram flagrados forçando os cavalos, presos a charretes, a correr, ocupando as duas faixas da rodovia. Em um determinado momento, um dos animais caiu e quase foi atropelado por um carro. De acordo com laudo do Instituto de Criminalística (IC), os cavalos corriam a uma velocidade média de 50 quilômetros por hora. As informações são do portal G1.

 

O cavalo que caiu foi encontrado pela polícia, dias depois, visivelmente machucado. O inquérito sobre o caso deve ser finalizado em breve.

Imagens do racha entre charretes foram divulgadas na internet, assim como já ocorreu outras vezes, já que o lugar é frequentemente utilizado para a realização de tal prática.

Cavalo de racha foi identificado pela Polícia Civil de Mairinque — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

VIDA NOVA

RIO DE JANEIRO

ALTERNATIVA VEGANA

GENEROSIDADE

REABILITAÇÃO

EMPATIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>