Polícia investiga casos de envenenamento de cães em Planalto (SP)


Moradores de Planalto (SP) denunciaram para a polícia casos de envenenamento de cães na cidade, registrados nas últimas semanas. Segundo eles, vários cães foram mortos e também há casos de agressão.

Um boletim de ocorrência foi registrado por protetores de animais, mas até agora a polícia não sabe quem estaria praticando esses crimes na cidade.

O motorista Adriano Furquim perdeu o Hulk quando ele tinha um ano e meio. O cachorro morreu há 20 dias e a suspeita do tutor é que ele tenha sido envenenado. “É um sentimento de revolta, era como um filho, muita maldade, como uma pessoa faz uma atrocidade dessas?”, diz.

Cachorra Babi chegou a ser envenenada, mas tutor conseguiu salvá-la — Foto: Reprodução/TV TEM

Ele tem outra cadela, a Babi, de 6 anos, que por pouco também não morreu. O animal chegou a ser envenenado no mesmo dia, mas conseguiu ser salvo. “Usei um carvão ativo salvou a cachorra e também com pó de café, que sabia que era bom”, afirma.

A comerciante Eliana Quiroga mora em uma chácara e os dois cães da raça border collie dela de um ano e meio morreram com a mesma suspeita: envenenamento. Segundo a moradora, os cachorros teriam comido uma linguiça com chumbinho, um veneno que tem venda proibida.

“Um deles eu vi morrendo, espumando pela boca, não deu tempo de fazer nada, ao procurar o outro já estava morto”, afirma.

Os casos aconteceram na mesma região da cidade, onde tem várias chácaras. Um problema que tem preocupado os moradores. Os tutores dos animais procuraram a polícia e registraram boletim de ocorrência.

A protetora de animais Solange Lucas de Sá também está assustada com o envenenamento dos animais na cidade. Ela tem alguns cachorros em casa, mas também cuida de cães em situação de rua, levando comida e água para eles.

Ela diz que há cinco meses levava alimento para 17 cachorros na região onde aconteceram as mortes, e que 14 deles sumiram. “De lá para cá não apareceram 14 animais que eu dava comida, outros dois foram adotados, outro alimento até hoje, mas isso é um absurdo”, afirma.

A Polícia Civil disse que o caso foi passado para o setor de investigações e que as pessoas envolvidas serão chamadas para serem ouvidas.

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÍNDIA

RESGATE

ASFIXIA

NECROPSIA

SAUDADE

MAUS-TRATOS

FAMINTOS

SAÚDE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>