Mudar Com Consciência

Veganismo pode impedir o desaparecimento de animais silvestres

Ambientalistas afirmam que a adoção do veganismo, em escala global, pode evitar que animais silvestres entrem em extinção até 2026.

Panda vermelho em seu habitat natural.
Foto: Pixabay

Grande parte dos animais silvestres correm risco de extinção até o ano de 2026, segundo os principais ambientalistas, que rotularam este ano como “Ano Zero”, a melhor maneira de impedir isso é uma mudança global para um estilo de vida vegano.

Segundo o Prevent Year Zero, uma coalizão de organizações que visa impedir uma extinção em massa, se continuarmos matando a vida selvagem nesse ritmo, baleias, pinguins, macacos, coalas, tigres, águias, girafas e outros animais só existirão em zoológicos dentro de uma década.

Panda vermelho em seu habitat natural.
Foto: Pixabay

A organização pinta uma imagem de como seria esse desastre ecológico, incluindo “condições climáticas extremas e inimagináveis em uma escala que a raça humana nunca experimentou: secas extremas, incêndios maciços e eventos de inundação”. Isso, por sua vez, poderia provocar desordem e caos político e social, à medida que milhões de pessoas fossem deslocadas e se tornassem refugiados.

A coalizão acredita que a melhor maneira de evitar esse desastre é uma mudança global para um estilo de vida vegano; o grupo cita a indústria pecuária como “a principal causa do desmatamento global, destruição de habitats, extinção de vida selvagem, zonas mortas oceânicas, degradação do solo e mudanças climáticas” devido a sua ineficiência e uso intensivo de recursos.

Isso confirma um estudo divulgado no início deste ano, revelando que a pecuária usa 83% das terras agrícolas, mas só contribui com 18% de calorias e 37% de proteína da dieta humana. É responsável por 60% das emissões de gases de efeito estufa da agricultura.

O pesquisador principal do estudo, Joseph Poore, da Universidade de Oxford, disse: “O veganismo é, provavelmente, a melhor maneira de reduzir os impactos no planeta Terra, não apenas de gases do efeito estufa, mas também da acidificação global e eutrofização”.

“É muito maior do que cortar seus vôos ou comprar um carro elétrico. A pecuária é um setor que abrange todos os problemas ambientais.

De acordo com a Prevent Year Zero, mais de 80% dos alimentos consumidos por humanos já são baseados em vegetais. “Menos de 20% dos alimentos que os humanos comem são carne, leite e ovos”, diz a organização.

“Se conseguirmos reduzir essa porcentagem a zero, teremos feito progressos substanciais no sentido de reverter as mudanças climáticas, a extinção da vida selvagem e o desmatamento, impedindo assim o Ano Zero.

“Seguir um estilo de vida baseado em vegetais pode reverter e prevenir quatorze das quinze principais causas de morte, incluindo câncer e doenças cardíacas. Devido à crescente variedades de alimentos feitos a partir de ingredientes de origem vegetal, agora é mais fácil do que nunca optar pelo veganismo “.