Pesquisa revela perigos de pesticidas e recomenda o fim do uso da substância


Uma pesquisa revelou informações surpreendentes sobre os perigos da pulverização de pesticidas, chamados organofosfatos, em alimentos e em comunidades.

De acordo com o relatório, publicado recentemente na revista especializada PLOS Medicine, não existe um nível seguro de exposição a organofosforados para mulheres grávidas.

Mesmo a menor exposição a esses produtos químicos pode causar graves impactos negativos nas crianças durante o desenvolvimento fetal, e que podem então ficar com eles por toda a vida.

Como os pesquisadores apontaram, várias revisões sistemáticas e estudos epidemiológicos nos Estados Unidos e no exterior revelaram os terríveis impactos que a exposição a esses pesticidas entre as mulheres grávidas pode ter para seus filhos.

Especificamente, isso resultou em crianças que desenvolvem distúrbios que vão desde perda de memória a habilidades mentais e motoras, até autismo, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade.

Pesquisa revelou perigos dos pesticidas, principalmente para mulheres grávidas e seus bebês (Foto: Pixabay)

À luz desses sérios riscos, os oito pesquisadores que criaram o artigo estão pedindo uma imediata eliminação internacional dos organofosforados em todos os ambientes, tanto agrícolas como não agrícolas.

De acordo com o conselho dos principais pesquisadores de agrotóxicos, a EPA estava planejando recentemente expandir a proibição de um desses pesticidas notoriamente perigosos, o clorpirifos, para as milhares de fazendas dos Estados Unidos que ainda pulverizam o produto químico nas lavouras.

No entanto, o então administrador Scott Pruitt reverteu essa ação, permitindo que esses pesticidas perigosos continuassem sendo usados ​​e ameaçando a saúde pública.

Ao longo dos anos, numerosos estudos científicos descobriram os muitos efeitos desagradáveis ​​da saúde humana que podem ser ligados diretamente ao uso generalizado desses produtos químicos tóxicos, demonstrando como é realmente importante que uma ação seja tomada.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

EMPATIA

AMOR

CRUELDADE

CHINA

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO

COMPAIXÃO

VIOLÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>