Homem reencontra cachorro perdido após três anos nas ruas da Geórgia


Um vídeo emocionante foi compartilhado nas redes sociais de um tutor que reencontrou seu cachorro, três anos depois de o animal ter se perdido.

Em 2015, Giorgi Bereziani, de 62 anos, perdeu o seu animal doméstico. Ele vasculhou as ruas da capital da Geórgia, Tbilisi, da Europa Oriental e publicou anúncios pedindo por qualquer ajuda. Durante três anos, ele esteve à procura de que seu cachorro, Jorge.

Depois de várias pistas falsas, Giorgi recebeu um telefonema de um funcionário do Teatro de Ópera e Balé de Tbilisi que havia visto um cachorro que estava vagando nas proximidades da Avenida Rustaveli da cidade.

Jorge foi encontrado vagando pelas ruas da cidade (Foto: Daily Mail Online)

Giorgi foi até o local indicado e, felizmente, o animal encontrado era o seu cachorro. Ele filmou o momento em que encontrou Jorge enroscado debaixo de uma árvore e, ao chamar seu nome, o cachorro o reconhece.

No vídeo, o cão responde ao chamado de Giorgi e começa a abanar o rabo incontrolavelmente. Enquanto cheira seu guardião, o cachorro joga suas patas dianteiras para ele e começa a choramingar, como se não acreditasse.

“Jorge, é você? Jorg Jorge, é você! Oh, querido menino, como vai você, garoto?”, Giorgi diz ao reencontrá-lo. Os dois voltam para a casa de Giorgi, onde Jorge é reintroduzido a mais membros da família e recebido com muita alegria por eles.

O cachorro reconheceu o seu guardião e o recebeu com muita alegria (Foto: Daily Mail Online)

Não está claro onde o cão esteve nos últimos três anos, mas a etiqueta amarela em sua orelha significa que ele passou pelo controle de animais. Ela corresponde que ele foi retirado das ruas e foi considerado inofensivo para a sociedade, sendo vacinado, neutralizado e liberado.

A Geórgia, e em particular a sua capital, Tbilisi, tem um grande número de cães desabrigados. Dados mostram que existem mais de 50 mil deles nas ruas da cidade.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

OMISSÃO

ECONOMIA CIRCULAR

DEDICAÇÃO

TECONOLOGIA

COMPAIXÃO

DESGOVERNO

CONSERVAÇÃO

BONDADE

DEMANDA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>