Cientista defende rótulo de impacto ambiental


Em artigo publicado no The Guardian, Joseph Poore pesquisador da área de agricultura e meio ambiente da Universidade de Oxford, defendeu o rótulo de impacto ambiental. O texto segue o lançamento pela ONU de relatório que alertou o mundo para um desastre ambiental em até 12 anos.

O cientista argumenta que aparelhos elétricos já trazem esse informação e que o mesmo deveria ser obrigatório para comidas.

Recentemente, a Dinamarca deu sinais de que pode ser um dos primeiros países a obrigar produtores a rotular a comida com seu impacto ambiental. Entretanto, estuda a melhor maneira de fazê-lo e ainda deve seguir um longo caminho.

Corredor de supermercado
Rótulo de impacto ambiental está em debate | Foto: Pixabay

No Reino Unido, uma petição intimou a primeira ministra Theresa May a fazer o mesmo.

Acredita-se que a adoção do rótulo de impacto ambiental não só ajudaria os consumidores a fazer melhores escolhas, mas obrigaria fornecedores a prestarem contas sobre sua parcela de responsabilidade nas mudanças climáticas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HONG KONG

AFETO

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>