Myanmar expande área protegida e para salvar golfinhos


No início de 2018, conservacionistas contabilizaram 76 golfinhos da espécie golfinho-do-irrawaddy vivendo no rio Ayeyawady entre as cidades ribeirinhas de Mandalay e Bhamo, no Myanmar. Desde então, ações são estudadas para minimizar os riscos para o grupo de animais.

Uma parceria entre o Ministério das Pescas do Myanmar e a Wildlife Conservation Society (WCS) possibilitou expandir a área protegida do rio. A faixa anterior correspondia ao trecho entre entre as cidades de Mingun e Kyauk Myaung.

Para estabelecer a nova extensão, o Ministério e a WCS consultaram mais de 50 aldeias ao longo do rio Ayeyawady. Chegou-se ao acordo de tornar protegido um trecho de 100 km que vai de Male a Shwegu.

Foto: Pixabay

Além do aumento da área protegida, outra medidas devem ser tomadas. Entre elas, restrição de uso e limitação de tamanho de redes de pesca, proibição da pesca elétrica e impossibilidade da realização de mineração de ouro.

“O estabelecimento da nova Área Protegida de Golfinhos de Ayeyawady demonstra o compromisso significativo do governo de Mianmar na conservação desta espécie carismática”, disse em comunicado Saw Htun, representante do Programa WCS Mianmar. “A WCS colaborará com todas as partes interessadas em coordenar esforços para salvar os golfinhos-do-irrawaddy ameaçados em áreas protegidas existentes e novas”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL

DOÇURA

AÇÃO HUMANA

JAPÃO

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO SONORA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>