Companhias aéreas se recusam a transportar animais que serão explorados em laboratórios


Um grupo americano que realiza testes em animais alegou que grandes companhias aéreas estão “discriminando” pesquisadores de animais por se recusarem a transportar animais para laboratórios.

As companhias aéreas possuem políticas éticas contra o abuso de animais. Entre elas estão a British Airways, a United Airlines, a China Southern Airlines e a Qatar Airways.

Ativistas estão pedindo que essas empresas de transporte “permaneçam firmes” nessas políticas, apesar da pressão dos grupos de pressão pró-testes.

Um macaco é transportado para um laboratório (Foto: Plant Based News)

A Associação Nacional de Pesquisa Biomédica (NABR) apresentou uma queixa formal ao Departamento de Transportes dos EUA dizendo que é ilegal não voar com animais para uso em testes.

“As companhias aéreas têm o direito de decidir o que ou quem transportam, e não devem ser pressionadas pela indústria de pesquisa animal ou pelos governos a agir de determinada maneira”, disse Michelle Thew, CEO da Cruelty Free International.

Michelle já teria persuadido muitas das grandes companhias aéreas do mundo envolvidas a barrar o transporte de primatas e outros animais destinados à pesquisa.

“Deve ser baseado no que é melhor para o negócio, o que inclui respeitar os desejos de bem-estar animal de seus clientes”, ela completa.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>